4 jul 2007 - 0h13

Gol do Náutico surgiu de sucessão de erros

Uma sucessão de erros do sistema defensivo atleticano resultou no gol do Náutico na partida desta terça-feira, que terminou empatada por 1 a 1 na Kyocera Arena. Ainda no primeiro tempo, aos 22 minutos, o zagueiro João Leonardo atrasou a bola para o goleiro Guilherme, que segurou com as mãos. O árbitro da partida, o carioca Marcelo de Lima Henrique assinalou a falta em dois lances, dentro da área atleticana. Na cobrança, após o chute de Kuki acertar a barreira atleticana (que estava praticamente em cima da linha do gol), Gustavo tentou afastar o perigo mas a bola bateu no lateral-esquerda Michel, terminando no fundo das redes do goleiro Guilherme.

O técnico Antonio Lopes lamentou as falhas, mas não culpou nenhum jogador pelos erros. Para Lopes, o erro de Guilherme certamente não foi por desconhecimento da regra, mas provavelmente pela visão do goleiro, que não percebeu o recuo de bola de João Leonardo. “Não sei o que ele pensou, se realmente o João tinha atrasado, ele estava de frente. Ainda não conversei com ele, mas me pareceu que o arbitro acertou. Ele deveria ter dominado e tocado para frente, mas tem que levar em consideração a visão dele, acredito que ele interpretou como um toque de bola”, disse o treinador após a partida.



Últimas Notícias

Opinião

PlaneJUMENTO

Antes de tudo, dar os devidos créditos ao @fabiangarrett93 que cunhou tal termo no Twitter sendo de uma felicidade incrível pois ilustra perfeitamente aquilo que…