16 ago 2007 - 0h42

Ramon acredita no grupo e no técnico

O meia Ramon estreou com a camisa atleticana na noite desta quarta-feira, justamente contra o Vasco da Gama, clube que defendeu por cinco anos, somadas as diversas passagens. Entrou no segundo tempo e participou do lance que originou o segundo gol atleticano. Mas deixou o campo chateado com a derrota por 4 a 2. "Não foi da maneira que eu queria, da maneira que eu pensava. Mas eu acredito muito nos jogadores que aqui estão. Não fizemos uma boa partida, jogamos parte do jogo bem, mas a maior parte do jogo não fomos felizes. No segundo tempo, tivemos de partir para cima e acabamos tomando mais dois gols, o que dificultou nossas ações", analisou o experiente jogador.

Um pouco mais animado que os outros jogadores, Ramon deu uma palavra de esperança à torcida. "Agora o pensamento é no Campeonato Brasileiro, concentração total. Temos de voltar a vencer no Brasileiro e fazer um segundo turno totalmente diferente. Eu vou fazer de tudo para ficar à disposição", disse.

Ele fez questão de demonstrar sua confiança nos seus companheiros e no trabalho do técnico Antonio Lopes, muito criticado durante o jogo. "O treinador está trabalhando muito, a comissão técnica está fazendo de tudo. Acho que nós jogadores é que deixamos a desejar, no conjunto. Cometemos algumas falhas e no futebol é isso: você comete falhas e toma gols. A gente está errando muito e precisa consertar isso", comentou.

Nada a declarar

Na primeira oportunidade em que teve de conversar com a imprensa, Ramon foi evidentemente questionado sobre as razões pelas quais não permaneceu no clube no início do ano e sua conturbada saída. Preferiu não tratar do tema, mas deixou claro o desentendimento com Marcos Moura Teixeira, ex-diretor desportivo do Atlético. "Quando eu assinei meu contrato o pensamento era de ficar. Eu saí do clube sem dar nenhuma entrevista, eu saí calado. A pessoa com quem eu tive um problema aqui não está mais, então não há porque comentar. O importante é que estou de volta e farei de tudo para honrar esta camisa", concluiu.



Últimas Notícias