17 ago 2007 - 17h40

Tcheco é suspenso por três jogos; Gavilán se livra

O volante Tcheco, do Grêmio, foi condenado nesta sexta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, por unanimidade de votos, pela falta cometida no atacante Alex Mineiro, do Atlético. Apesar de não ter sido advertido pelo árbitro catarinense Paulo Henrique de Godoy Bezerra, Tcheco foi denunciado pela procuradoria do Tribunal e foi julgado na tarde desta sexta.

O jogador do Grêmio foi suspenso por três partidas. O Relator do caso, procurador Marcelo Aparecido Tavares, afirmou que Tcheco teve intenção de atingir Alex Mineiro e usou força exagerada no lance. Por isso, votou pela condenação do jogador e suspensão de três partidas. O voto de Marcelo Aparecido Tavares foi acompanhado pelos procuradores Renata Quadros, Carlos Schimer e Roberto Teixeira.

O advogado do Atlético, Domingos Moro, chegou a solicitar o uso da palavra durante o julgamento, mas seu pedido não foi atendido porque o Rubro-Negro não era parte no processo.

Gavilán

Se Tcheco foi punido, o outro jogador do Grêmio julgado por agressão cometida no jogo contra o Atlético acabou absolvido. O volante Gavilán, que atingiu Evandro com uma cotovelada, livrou-se de punição graças ao fato de a televisão não ter conseguido registrar imagens perfeitas do lance. Como a cotovelada ocorreu depois que Evandro havia tocado a bola, as gravações acabaram prejudicadas.

O advogado do Grêmio, José Mauro Couto, afirmou que era impossível afirmar com certeza absoluta de que Gavilán estava envolvido no lance. Em razão desta dúvida, os procuradores votaram pela absolvição do paraguaio.



Últimas Notícias