20 ago 2007 - 14h52

Antonio Lopes é demitido

"Vamos sair dessa fase no segundo turno e vamos ter uma produtividade maior e conseguir melhores resultados". Estas foram as últimas palavras de Antonio Lopes dos Santos na condição de técnico do Atlético. Dois dias depois de prometer à torcida que o time não seria rebaixado para a segunda divisão, o treinador foi dispensado depois de uma conversa com dirigentes rubro-negros. Na coletiva após o empate com o Figueirense, Lopes afirmou que o time estava subindo de produção e que iria melhorar nos próximos jogos. Mas seu futuro no clube já estava traçado.

Durante o jogo, a torcida atleticana protestou fortemente contra o treinador quando ele substituiu o meia Netinho, melhor jogador em campo até então, por Fernando Mineiro, mantendo no jogo os apagados Dinei e Marcelo. Imediatamente, a Kyocera Arena explodiu em um coro uníssono de "Fora, Antonio Lopes". Sete minutos depois, o treinador sacou Dinei para a entrada de Válber, numa alteração que demonstrou o equívoco da primeira mexida. Depois do jogo, na coletiva, Lopes defendeu os atacantes Dinei e Marcelo e garantiu que eles seriam mantidos no time titular. O técnico chegou a dizer que Dinei estava jogando muito bem e cumprindo as determinações táticas.

Mas não foi só por isso que ele foi dispensado. O aproveitamento do Atlético sob o comando de Antonio Lopes em sua terceira passagem pelo clube é pífio. Em dezesseis jogos, foram apenas três vitórias, seis empates e sete derrotas. O aproveitamento de pontos foi de apenas 31,25%. Estes dados foram considerados pela diretoria do clube para a decisão de modificar a comissão técnica. De acordo com nota veiculada no site oficial, a medida tomou em conta critérios técnicos.

Além do fraco aproveitamento, o que preocupa os atleticanos é a situação do clube no Campeonato Brasileiro. Faltando menos da metade de jogos, o clube ocupa a 16ª colocação e está a apenas três pontos da zona de rebaixamento. O time não vem fazendo boas apresentações e não apresentava evolução nas últimas rodadas.

Júnior Lopes e Oscar Yamato

A decisão de mudar os rumos do Atlético no Campeonato Brasileiro atingiu a outros membros da comissão técnica. O auxiliar técnico Júnior Lopes, filho do treinador Antonio Lopes, e o diretor de futebol Oscar Yamato também foram demitidos. Júnior chegou ao clube junto com seu pai, em junho. Yamato estava no clube desde o final de maio.

Novo técnico

O nome do novo técnico do Atlético deverá ser anunciado nos próximos dias. Naturalmente, os primeiros nomes cotados são os de profissionais que estão atualmente desempregados ou então dos que já passaram pela Baixada. No primeiro grupo, está Ivo Wortmann. No segundo, Geninho.



Últimas Notícias

Opinião|Sul-Americana

Libera a torcida!

Uma noite histórica em um jogo com um cardápio recheado de garra, luta, determinação, superação, entrega, guerra, -TIME DE GUERRA – sim não faltam adjetivos…