25 ago 2007 - 14h55

Maquete da Arena foi o destaque de Curitiba

A maquete com o projeto de conclusão do estádio Joaquim Américo foi o ponto alto da defesa da candidatura de Curitiba a uma das sub-sedes da Copa do Mundo de 2014. A apresentação à Comissão de Inspeção da Fifa aconteceu na manhã deste sábado, no hotel Windsor, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Para mostrar aos delegados da Fifa os principais atrativos de Curitiba, foi exibido um filme de introdução da cidade, destacando as qualidades turísticas, a infra-estrutura e as inovações da capital paranaense. Mas o principal cartão de visitas de Curitiba (e do Brasil) para receber a Copa veio na seqüência, com a exibição de um filme sobre o estádio Kyocera Arena, do Atlético. Além do vídeo, uma maquete do estádio mais moderno da América Latina foi apresentada aos cinco integrantes da comissão: Hugo Salcedo, Jaimme Yarza, Walter Gagg, Jorge Batista e Jaime Bayrom.

A maquete da Arena foi a grande surpresa até aqui das apresentações das cidades-candidatas ao Mundial. Até agora, oito cidades defenderam as suas candidaturas, mas só Curitiba levou a maquete do palco dos jogos da Copa. Em entrevista à Rádio Banda B, parceira da Furacao.com, o Diretor de Marketing do Atlético, Mauro Holzmann, afirmou que foi apresentada a maquete da Arena para os agentes da Fifa, com o projeto prevendo a capacidade do estádio em 41.300 lugares. Holzmann, que estava no Rio de Janeiro acompanhando a apresentação, afirmou que o Atlético se colocou à disposição dos agentes da Fifa para lhes mostrar o CT do Caju e toda a estrutura que o Atlético pode oferecer às delegações que por ventura joguem na cidade.

O diretor de Marketing do Atlético afirmou que as obras para a conclusão da Arena devem começar em 2008, mas não deu um prazo por falta de investidores e porque estão tratando do financiamento da obra. Sobre os locais de estacionamento, Holzmann disse que a Arena, após a sua conclusão, deve ter em torno de 2 mil vagas de estacionamento, além de outras 1500 vagas na região de fora, nas proximidades do estádio atleticano. Na entrevista à Banda B, ele salientou que o Atlético está conversando com os proprietários desses locais para fazer um convênio e suprir as necessidades da Fifa.

Ao final da entrevista, Mauro Holzmann se mostrou confiante em Curitiba ser uma das sub-sedes da Copa. Segundo ele, considerando-se que devem ser apontadas 10 sedes, é muito difícil que Curitiba não seja uma das escolhidas, apesar de a cidade não ter sido visitada pelos agentes da Fifa.

Cronograma das apresentações

Além da capital paranaense, Fortaleza, Recife/Olinda, Salvador, Maceió, Natal, Florianópolis e Cuiabá já mostraram os seus projetos. Neste sábado, está prevista ainda as apresentações de Campo Grande e Goiânia. No domingo é a vez de Manaus, Rio Branco e Belém mostrar aos delegados da Fifa os seus projetos. Após essas apresentações, a Comissão de Inspeção parte para a visita in loco nas demais cidades-candidatas, num cronograma que vai de segunda à sexta-feira, contemplando respectivamente as cidades de Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

No sábado, dia 1º de setembro, está prevista uma entrevista coletiva com os integrantes da comissão da Fifa, que darão as suas impressões sobre o Brasil e a infra-estrutura apresentada pelas cidades-candidatas. É com base na análise deles que a entidade dará (até o mês de novembro) o parecer definitivo se o país tem ou não condições de sediar a Copa de 2014. Por isso, a apresentação à delegação da Fifa é considerada a fase mais importante para sustentar a candidatura brasileira ao Mundial. No ano que vem, a entidade deve divulgar o nome das 12 cidades que serão sub-sedes da Copa.



Últimas Notícias