25 ago 2007 - 21h32

Ney Franco: "Ele tem que ser execrado do futebol"

Vergonhoso, lamentável, absurdo, desastre e revoltante. Esse foi o tom da entrevista coletiva do técnico Ney Franco, depois de comandar pela primeira vez a equipe do Atlético, na derrota sofrida para o Internacional, pelo placar de 1 a 0 no Beira-Rio. “Ele tem que ser execrado do futebol brasileiro. É revoltante você estar numa situação dessa. É complicado enfrentar o Internacional aqui, com um jogador a menos, com o campo pesado e ter uma surpresa desagradável”, esbravejou o treinador, bastante irritado com a atuação do árbitro Luiz Antônio Silva Santos, que assinalou um pênalti inexistente aos 44 minutos do segundo tempo.

Em meio às justas reclamações, Ney também elogiou o grupo, o qual classificou como “forte emocionalmente e empenhado. “Entramos com uma marcação forte, explorando o contra-ataque e conseguimos neutralizar as jogadas do Inter. Acho que a equipe foi bem taticamente, fomos bem e vamos nos preparar ainda mais para a seqüência do campeonato, tanto tática, técnica, física e emocionalmente. Vamos colocar a equipe numa situação melhor no campeonato”, destacou.

Confira abaixo as principais declarações do comandante atleticano:

RECLAMAÇÕES
“Logicamente não posso sair tranqüilo daqui com essa situação. É difícil, vou ter que achar um adjetivo, porque esse árbitro tem que ser execrado do futebol brasileiro. É revoltante você estar numa situação dessa. É complicado enfrentar o Internacional aqui, com um jogador a menos, com o campo pesado, mas o juiz estava levando a situação e a gente sabia que a qualquer momento poderíamos ter uma surpresa desagradável. É uma pena, porque uma equipe como o Atlético, com a tradição e a torcida que tem, ter que passar por uma situação dessa, numa falta mais de um metro de distância da área. Mas quero falar também da expulsão do Rhodolfo, mas antes disso, houve uma falta escandalosa em cima do Marcelo e ele não marcou nada. É lamentável a gente ter que vir aqui falar disso.”

ARBITRAGEM
“A gente vem aqui jogar fora e temos um árbitro mediano apitando uma partida, que não suporta a pressão adversária. Me parece que o árbitro é declaradamente flamenguista. Mas fica esse detalhe para que a gente fique atento quanto a isso nos jogos posteriores. Estamos numa situação complicada e hoje, do jeito que aconteceu, fica difícil achar uma palavra certa para falar da arbitragem. Porque o treinador é punido, o jogador também, mas o árbitro vai pra casa tranqüilo, não tem torcida para fazer pressão. E nós estamos aqui, tendo de ser expostos e passar por esta situação. A arbitragem foi um desastre. Ele deu a entender que a qualquer momento ia acontecer algo diferente, começou dando cartão só pra gente, foi vergonhoso. E isso aconteceu a oito minutos do jogo acabar. Daqui a pouco esse árbitro está apitando outro jogo normalmente, é um absurdo o que aconteceu”.

JOGADORES
“Na reunião após o jogo, a gente já começou a pensar no Santos. Já pedimos aos atletas um cuidado especial hoje, uma boa alimentação. Eles vão ficar no hotel hoje, concentrados, e já iniciamos a preparação. Em relação à formação da equipe, prefiro ter tranqüilidade, teremos alguns treinamentos e quero rever o jogo de hoje. A gente sabe que da lateral você não consegue ver toda a partida, mas acho que o Antônio Carlos entrou bem”.

O JOGO
“Nós entramos com uma marcação forte, explorando o contra-ataque e conseguimos neutralizar as jogadas do Inter. No primeiro tempo, lembro que tivemos uma boa oportunidade com o Marcelo e, no segundo, tivemos aquela chance com o Pedro Oldoni onde o árbitro não deu a lei da vantagem. Então tivemos algumas situações e acho que a equipe foi bem taticamente, mas infelizmente fomos prejudicados pela arbitragem. Fomos bem e vamos nos preparar ainda mais para a seqüência do campeonato, tanto tática, técnica, física e emocionalmente. Aliás, eu acho que esse grupo está forte emocionalmente e tem tudo para mostrar a que veio. Vi agora no vestiário que todos estão empenhados e vamos colocar a equipe numa situação melhor no campeonato”.



Últimas Notícias

Notícias

Raio X: Penarol

Retrospecto, Nikão e bola na rede. Essas são as apostas do Furacão para garantir vaga na final da Sulamericana 2021. O Athletico é o único…