27 ago 2007 - 7h51

Manchetes atleticanas desta segunda-feira

Rubro-Negro pedirá punição ao árbitro
O Atlético só espera que Luís Antônio Silva Santos entregue a súmula da partida contra o Inter para entrar com uma representação na Confederação Brasileira de Futebol pedindo a punição do árbitro carioca. Graças a ele, o Rubro-Negro perdeu no sábado por 1 a 0, no Beira-Rio. Pior: com a vitória do Flamengo sobre o Goiás, o Furacão entrou ontem na zona de rebaixamento.

 

Vitória do Flamengo coloca Atlético na zona do rebaixamento
A zona do rebaixamento deixou de ser uma ameaça e se tornou realidade para o Atlético. Ontem, o Flamengo venceu o Goiás por 3 a 1, chegou a 24 pontos e ultrapassou o Furacão, que soma apenas 23 e está na 17.ª posição. A luz vermelha está acesa na Baixada. Para se livrar da degola, o Rubro-Negro terá de superar em muito o retrospecto até a 1.ª rodada do 2.º turno, principalmente nos jogos em casa.

 

Após “assalto”, técnico e diretoria pregam união
A derrota para o Internacional no sábado, por 1 a 0, em Porto Alegre, custou caro ao Atlético. Com o resultado o time caiu uma posição e entrou na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O gol do time gaúcho, aos 44 minutos do segundo tempo, foi marcado em cobrança de pênalti. No lance, Erandir, do Atlético, cometeu falta fora da área, mas o árbitro Luis Antônio Silva Santos, do Rio de Janeiro, preferiu marcar a penalidade.

 

Dirigente diz que Atlético-PR foi roubado
Roubado. Foi assim que o diretor de futebol do Atlético-PR, Alberto Maculan, classificou o sentimento do clube após o erro do árbitro Luiz Antonio Silva Santos que marcou um pênalti de Erandir a favor do Inter, sendo que a falta foi claramente fora da área. Revoltado, o dirigente disse que o erro foi para beneficiar o Flamengo, que está na zona de rebaixamento.

 

Atlético e Coritiba sofrem com erros de arbitragem
A derrota mais sofrida foi a do Furacão, que segurou os donos da casa até os 42 minutos do segundo tempo. Foi quando o árbitro carioca Luiz Antônio Silva Santos mudou a história do jogo, marcando pênalti de Erandir em Jonas, em lance acontecido a mais de um metro da grande área. Alex bateu bem e garantiu a vitória gaúcha.

 


Últimas Notícias