2 set 2007 - 20h46

Claiton agradece o apoio da torcida atleticana

No lugar de declarações batidas e sem muitas justificativas, desta vez o tom das declarações dos jogadores do Atlético foi marcado pelo alívio. Com a vitória de 1 a 0 sobre o Galo, o time saiu da zona de rebaixamento, numa partida marcada por muita dedicação, vontade e atenção. Mais do que isso, uma atuação embalada por 14.653 torcedores, que não pararam de incentivar os rubro-negros em campo um minuto sequer. Apoio que foi destacado pelo volante Claiton, após o término da partida frente o xará mineiro.

“Gostei muito da torcida hoje e acho que fizemos a nossa parte, mas os torcedores foram muito melhor. Eles nos ajudaram bastante, isso sim é importante, fez com que a gente tivesse pique nesse final, mesmo com um jogador a menos. O Atlético esteve vibrante o tempo todo, os torcedores não vaiaram, só apoiaram. Valeu a vitória, estou muito feliz, pena que o gol não saiu aí no final. Cabeceei bem e tirei do goleiro, mas a bola escapou”, comentou o jogador, a respeito do último lance da partida, quando cabeceou para fora, livre na área.

Na opinião de Claiton, que foi bastante elogiado pelo técnico Ney Franco e os torcedores, muitas diferenças puderam ser notadas na partida deste domingo. “A diferença do jogo de hoje foi que o time estava mais vibrante e atento, dando poucos espaços para o adversário. Já estamos com o terceiro treinador no comando, embora a gente saiba que não é só isso. Mudamos nossa atitude, foi uma partida diferente como a torcida gosta e isso é o diferencial”.

O volante também falou sobre a preparação dos jogadores antes da partida, regada a muita conversa e concentração. “É difícil porque o Ney chegou no meio de uma semana e não teve muito tempo para treinar, foi tudo mais na base da conversa e vídeos. Ontem fizemos um trabalho de 20 minutos para entrarmos em campo hoje com três zagueiros, conversamos bastante na preleção, onde o treinador mostrou como ele queria que a gente jogasse. Aos poucos isso só vai melhorar para a gente se afastar de vez da zona de rebaixamento”, assinalou Claiton, que preferiu não opinar sobre o melhor esquema tático para o Furacão. “Eu não falo em esquema, isso é com o treinador. Temos é que jogar com atitude, vontade e determinação, além de uma marcação maior nos adversários. Espero que quarta-feira a gente possa jogar melhor e com bastante pegada, para conquistarmos mais três pontos”, finalizou o jogador.



Últimas Notícias