29 set 2007 - 15h16

Projeto prevê a retirada do fosso

A conclusão da Arena trará novidades ao torcedor atleticano. Entre as mudanças que foram apresentadas no projeto do clube está a extinção do fosso, que separa o gramado do estádio das cadeiras destinadas à torcida. A ausência no tradicional fosso é bastante comum nos estádios europeus, em especial na Inglaterra. A Fifa orienta que as praças esportivas que recebem jogos de Copa do Mundo não tenham fosso, para privilegiar a visão e a proximidade com o gramado do público presente.

O anúncio da retirada do fosso na Baixada não chega a ser uma surpresa para a torcida atleticana. Desde março de 2005, o clube estuda a possibilidade de extinção do fosso. Naquela época, o Atlético aguardava a aprovação de entidades e estudos sobre a viabilidade técnica de tal mudança. Além disso, o clube também estudava duas alternativas após a retirada do fosso: se haveria uma separação entre a torcida e o campo através de placas de acrílico (semelhantes às utilizadas no estádio La Bambonera, do Boca Juniors) ou se implantava um degrau mais alto para afastar a torcida do campo.

No antigo Estádio Joaquim Américo não havia fosso separando a torcida do campo de jogo. Naquela época, para separar o torcedor do gramado, o clube utilizava grandes alambrados que serviam de divisória entre as duas áreas.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Obrigado, Alberto!

Alguns vão julgar, “Cedo demais”… Mas para mim, já Deu!!!! Alberto Valentim: O LATERAL DIREITO, jamais será esquecido e estará entre os maiores camisas 2…