6 out 2007 - 21h36

Torcida vai homenagear atleticana Maynara

A partida deste domingo vai começar mais triste na Kyocera Arena. Antes do jogo, será respeitado um minuto de silêncio em homenagem à atleticana Maynara Carmargo Szaikowski, de apenas 16 anos, que faleceu no último sábado, vítima de um raro tipo de leucemia. Além do um minuto de silêncio, uma faixa será exibida no gramado, em homenagem à torcedora atleticana.

De família rubro-negra, Maynara aprendeu cedo a torcer pelo Furacão. Sua estréia na Baixada aconteceu em 1994, quando o Furacão deixou o Pinheirão e voltou a mandar seus jogos no Caldeirão. Com apenas três anos, ela viu a vitória do Atlético sobre o Flamengo e desde então tornou-se o mascotinho pé-quente da família rubro-negra. Apaixonada pelo Furacão, Maynara sempre que podia acompanhava os irmãos nos jogos e gostava de sentir a vibração da torcida quando entrava em campo com os jogadores.

Um dos momentos mais marcantes que marcou a sua história rubro-negra foi o abaixo-assinado que fez entre seus amigos para poder assistir à final da Taça Libertadores da América, entre São Paulo e Atlético, no Morumbi, em 2005. Convencidos, os pais liberaram e Maynara conseguiu assistir a esta partida histórica do Furacão.

Neste domingo, a torcida mais apaixonada do estado presta a sua homenagem à jovem torcedora, que agora, carinhosamente, está sendo chamada pelos amigos e familiares como “anjinha rubro-negra”. Mesmo tristes, os torcedores do Atlético sabem que lá de cima Maynara vai continuar acompanhando todos durante os jogos do Furacão e torcendo pelas vitórias do Atlético.

Fonte: Backstage Comunicação



Últimas Notícias