31 out 2007 - 22h00

Claiton foi covardemente agredido na sala de imprensa

Acabou a partida: 2 a 0 para o Atlético. E, segundo informações das rádios, fechou o tempo na sala de imprensa da Arena. A confusão foi gereralizada, envolvendo atletas, dirigentes e imprensa. Tudo provocado por um jogador do Grêmio, o volante Eduardo Costa, que ficou escondido atrás de um pilar e agrediu o meia Claiton, de forma covarde. A polícia precisou intervir para acalmar os ânimos. "Esta é a escola gremista", disse o presidente do conselho Deliberativo do Atlético, Mário Celso Petraglia.

De acordo com a Rádio Gaúcha, foi Eduardo Costa quem começou toda a confusão. Como a entrada para os vestiários é comum, há um espaço na sala de imprensa em que as delegações dos dois clubes têm contato. O volante gremista aguardou Claiton e lhe deu um chute no peito. O repórter Jairo Silva, da Rádio Transamérica, também acabou atingido pelo chute e teve um microfone danificado.

Segundo o relato do site clicRBS, do Rio Grande do Sul, logo após ter agredido Claiton, Eduardo Costa entrou no vestiário gremistas. Jogadores do Atlético tentaram ir atrás dele, mas foram impedidos por seguranças. "Em campo eles não me acharam, tomaram caneta, chapéu. Se ele quisesse fazer uma briga mano a mano, poderíamos fazer quando ele quisesse. Mas não, eu estava dando entrevista e ele veio e me deu uma voadora, na frente de toda a imprensa. É um covarde! Tenho pena do Grêmio, que pela sua grandeza, não merecia ter um jogador desses", declarou Claiton à Rádio Gaúcha, depois da confusão.

Dirigentes do Atlético informaram que serão tomadas as medidas cabíveis, com o registro de queixa na Polícia.



Últimas Notícias

Notícias

Jogador de meio tempo ?

Contratado no mês de maio Mais precisamente no dia 22/05. O meia David Terans foi anunciado como o novo reforço do Athletico. O jogador pertencia ao…

Notícias|Opinião

Arquibancada

Quem me conhece há mais tempo já me ouviu dizer que “a arquibancada é que é o meu lugar”. Para além do sentido literal, do…