31 out 2007 - 21h32

Olé em vez de pancadaria

Depois da batalha no Olímpico no primeiro turno, quando o Atlético teve dois jogadores contundidos em virtude da violência gremista, foi a vez de as duas equipes se encontrarem na Kyocera Arena. Ambas em boa fase, o rubro-negro lutando por uma vaga na Sul-Americana e o Grêmio na Libertadores. O resultado foi uma grande partida para a torcida atleticana.

Apesar de jogar fora de casa, o Grêmio foi a Curitiba com dois atacantes, o que tornou o jogo bastante corrido e disputado. Os dois times tiveram boas chances na primeira etapa, sendo que o Atlético teve um gol, corretamente, anulado. Já os gaúchos desperdiçaram sua melhor chance com Marcel, após uma falha gritante do goleiro Viáfara.

Segundo tempo: show de Ferreira e olé

O segundo tempo começou com o Furacão em cima do Grêmio e logo aos três minutos Ferreira aproveitou a boa jogada de Jancarlos e marcou o primeiro gol rubro-negro ao chutar rasteiro no canto direito de Saja. As ações do Atlético ficaram ainda mais tranqüilas com a expulsão de Tcheco, que recebeu o cartão vermelho depois de reclamar muito com o árbitro Wagner Tardelli, levando a torcida rubro-negra ao delírio.

A festa ficou ainda maior quando Ney Franco colocou Alex Mineiro em campo, marcando o reencontro com a torcida depois de três meses de recuperação. Alex não marcou, mas participou da jogada do segundo gol atleticano. O time fez excelente troca de passes no ataque com a torcida gritando olé e Alex Mineiro disputou com a zaga deixando a bola em perfeitas condições para Michel encher o pé e marcar um bonito gol depois de ainda tocar no travessão.

Irritado com o espetacular toque de bola atleticano, os jogadores gremistas partiram para a pancaria, principalmente para cima de Claiton e Jancarlos. Mesmo assim, os atleticanos souberam contornar a situação e não revidaram, apenas aguardaram o apito final para comemorar a sétima vitória consecutiva em casa neste Brasileirão.

%ficha=601%



Últimas Notícias

Opinião

PlaneJUMENTO

Antes de tudo, dar os devidos créditos ao @fabiangarrett93 que cunhou tal termo no Twitter sendo de uma felicidade incrível pois ilustra perfeitamente aquilo que…