3 nov 2007 - 16h09

Difícil, mas não impossível

Difícil, mas não impossível. O dito popular já é famoso e ilustra bem a situação do Atlético em relação a uma vaga para a Copa Libertadores de 2008. Serão quatro batalhas dentro de campo, além de torcer, e muito, contra os times que estão acima na classificação. E o primeiro desafio será neste domingo, diante do desesparado Corinthians, às 17 horas no estádio do Pacaembu.

O retrospecto jogando no estádio do Pacaembu é favorável ao Rubro-Negro. Em nove partidas válidas por Brasileiros, o Atlético venceu quatro vezes, empatou duas e perdeu apenas três para o time paulista. Computando os jogos em outros estádios paulistas, além dos jogos em Curitiba, a vantagem é do Corinthians. As equipes se enfrentaram 24 vezes, com oito vitórias atleticanas, nove triunfos alvinegros, além de sete empates.

Entre 1999 e 2004, a equipe do Furacão ficou invicta frente o rival. Um empate na Baixada, em outubro de 1999, e depois sete vitórias consecutivas, entre 2000 e 2004. E nessa sequência de vitórias é que está o maior triunfo do Atlético. Uma inesquecível vitória por 5 a 0 em pleno Pacaembu, com direito a show do meia Jadson, hoje no Shakhtar, autor de três gols. ´

Porém, de 2005 para cá, o Atlético não vence o Corinthians. Além das quatro derrotas, duas em 2005 e duas em 2006, houve um empate por 2 a 2 no jogo do primeiro turno, na Baixada, ainda com Antônio Lopes no comando do rubro-negro.

Uma vitória neste domingo será fundamental para, mais do que garantir a vaga na Sul-Americana, manter vivo o sonho de Libertadores e servir para acabar com o jejum frente o Timão. E mais: um triunfo neste domingo faz com que o Atlético complete três jogos sem perder fora de casa. Na sequência, o Rubro-Negro ainda tem Sport, Flamengo e São Paulo.



Últimas Notícias

Opinião|Sul-Americana

Libera a torcida!

Uma noite histórica em um jogo com um cardápio recheado de garra, luta, determinação, superação, entrega, guerra, -TIME DE GUERRA – sim não faltam adjetivos…