11 nov 2007 - 12h42

Futuro do atacante Rodrigão ainda não foi decidido

Rodrigão está com o futuro indefinido no Palmeiras. Os direitos federativos do jogador pertencem ao Atlético, que o emprestou até o final do ano. As negociações com a diretoria do Verdão estão suspensas até o término do Campeonato Brasileiro. Mas o atacante não está preocupado. A sua meta é conseguir ajudar a equipe a conquistar a cobiçada vaga na Libertadores. Depois, ele lutará para disputar a competição sul-americana.

"Ninguém comentou comigo a respeito da renovação de contrato. Mas o momento nem é o ideal e não estou preocupado. Quero ajudar o Palmeiras a vencer o Fluminense, Internacional e Atlético-MG, e conquistar a vaga na Libertadores. Depois, eu pensarei no meu futuro. Não tenho pressa", afirma Rodrigão.

O primeiro desafio do atacante com a camisa do Palmeiras foi driblar a desconfiança da torcida, que antes mesmo da sua estréia já pegou no seu pé. Depois, no jogo que ganhou uma chance, na derrota por 1 a 0 para o Paraná, em Curitiba, Rodrigão perdeu um gol inacreditável, baixou a guarda, ficou abatido, e o técnico Caio Júnior o deixou de lado em várias rodadas do Brasileiro para ele treinar firme e dar a volta por cima.

"Eu fiquei abatido ao perder o gol na partida contra o Paraná, logo na minha estréia com a camisa do Palmeiras. Sou um ser humano como qualquer outro e reconheço que senti muito. O Caio Júnior me colocou para trabalhar mais, aceitei, respeite a decisão do treinador, e esperei o momento de nova oportunidade. Sabia que não poderia errar mais quando tivesse outra chance", diz Rodrigão.



Últimas Notícias