O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
2 fev 2008 - 17h25

Seleção natural

Um bom texto, independente de sua utilidade, tem como característica informar o seu leitor e, apesar de minhas palavras não se compararem aos versos por tantas vezes postados por meu amigo e (quase) homônimo Rafael Lemos, gostaria de explicar aos meus leitores que Seleção Natural é uma teoria composta pelo britânico Charles Darwin, a qual características favoráveis de uma animal, inclusive os seres humanos, tornam-se hereditárias e que características desfavoráveis desaparecem com o passar do tempo.

Tal teoria complementa que os indivíduos com estas características favoráveis possuem mais chances de sobreviver e reproduzir-se do que aqueles com características menos favoráveis. Poderia até usar como exemplo os pêlos que temos no corpo e que a cada geração nascem menos pois sua utilização (aquecer o corpo humano) se mostra cada vez menos necessária devido a atual temperatura global.

Podemos até relacionar tal teoria com o futebol, que em um processo moroso, comprova que os times com características desfavoráveis vão desaparecer dentro de um período de tempo, tendo como exemplo o Paraná Clube, um time de pouca torcida, pouca administração, pouco dinheiro e consequentemente poucos jogadores qualificados, está com sua sobrevivência a fio, correndo serios riscos de desaparecer antes mesmo da próxima geração.

Não há dúvidas que outros times estão no mesmo caminho, e uma hora ou outra poderá ter o mesmo destino do Paraná Clube, em um período maior ou surpreendendo-nos com um sumiço repentino.

A conseqüência da comprovação da Seleção Natural no futebol pode ser constatada em um comportamento animal muito presente nos tablóides impressos na última semanas. Em situações de risco ou medo, animais de força reduzida tendem a atacar verbalmente seus adversários presentes em níveis superiores da cadeia alimentar a fim de afungentá-los e permanecerem vivos. Assim foi o Paraná, e assim tem sido o Coritiba nos últimos anos.

As piadas, provocações, notícias e tantos outros ataques verbais só servem para comprovar seu medo ao Clube Atlético Paranaense, que desde 1995 está em uma constante busca por melhorias e que em 2008 finalmente encontrou a fórmula para seu sucesso, através de um grupo coeso e motivado e responsável por ‘abocanhar’ seu alimento e destroçá-los usando menos da metade de sua força.

Alguns comentaristas com o espírito de Super-Homem, com o intuito de proteger os fracos e oprimidos, cantam aos quatro ventos que tal derrota apenas aconteceu devido ao curto espaço de tempo para a formação de grupo, e que o mesmo tempo será responsável pelo fortalecimento de equipes tricolores e verde-olivas, até mesmo especulando sobre suas ‘grandes’ chances de serem campões.

A grande falha destes pseudo-heróis é mesmo que outros crescam, ainda podemos usar 100% de nossa força, e se este argumento não for suficiente, é bom lembrá-los que assim como o tempo é responsável por cuidar dos fracos, ele também é responsável por fortalecer os fortes! Ou seja, quando tricolores e verde-olivas alcançarem o seu máximo, ainda sim seremos melhores!



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Aleluia!

Pela rodada 13 do Brasileirão, no Barracão, Vitória 0 x 1 Athletico. Vindo de uma sequência horrorosa de resultados o Athletico precisava se recuperar no…