O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
13 fev 2008 - 12h08

Furacão em União

Não consigo imaginar nada melhor para fazer do que ir a União da Vitória neste fim de semana e ver de perto a história acontecendo. Nasci lá naquela terra diferente e sinto que me cabe orientar meus confrades rubro-negros que estarão para lá se mandando.

Em primeiro lugar o melhor caminho é por Palmeira, passando por São João do triunfo até São Mateus do Sul. A estrada é mais bonita e mais tranqüila, está em melhores condições além da proverbial parada no restaurante Girassol, na entrada de Palmeira – que é obrigatória.

Quem tiver mais tempo pode passar o sabado por lá, fazendo o circuito das cachoeiras – tem umas trocentas – uma mais bonita que as outras. A do abarracmento, de Porto Vitória etc.

Eu vou armar uma pelada lá sabado à tarde, com meus amigos o pessoal da Rádio e uns outros loucos. Quem estiver a fim entre em contato.

Quanto à hospedagem o hotel mais esperto é o San Raphael – uns oitentão o quarto com três camas. Eu curto também o Opera Hotel- que é meio parado no tempo, nos anos 50. É o mais em conta, bem perto do Estádio.

Um dos orgulhos da Região é a capacidade etílica de seus moradores. Então, a cada três portas uma é um bar. Os mais responsa são o Kaschuk – na rua do hotel -, o Peixe frito – que fica aberto toda a madrugada e serve comida de macho como cerebro de boi a milanesa – e, é claro, a Confraria da Cerveja.

Este é um grande bar, com cerveja nacional e importada super gelada, belas mulheres, comidas de gala. Além de ser o mais atleticano de todos, pois é de propriedade do meu irmão Robson. Fica na Rua Paraná, 364. Todo mundo sabe onde é.

Depois que, se Deus quiser, a vitória vier já tem festa marcada lá. Além disso sempre tem uma night, umas boatezinhas, rendez-vous, tem de tudo um pouco.

Uma terra de mulheres bonitas, belas paisagens, um astral meio enlouquecido (tivemos guerras, experiências messiânicas e outras insanidades lá por aquelas plagas) e de gente boa. Só não dá pra se folgar muito, os caras lá são meio nervosos e adorem fechar um tempo.

De resto é ficar em paz e curtir as cidades gemeas, e o recorde do nosso Trétis. O estádio Antiocho Pereira tem muito da nossa história, como vocês puderam conferir na reportagem da Gazeta.

Então é isso, malandragem, tudo mundo lá pra ver o Claiton dar chapéu e dar caneta na beira do rio Iguaçu.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…