O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
20 fev 2008 - 15h33

Quem acredita em história da carochinha?

Pois é, atleticanos, não querendo tripudiar da desgraça alheia, fiquei de cara ao ler a historinha do procurador do jogador fujão.

Não que não possa ser verdade, mas existem várias contradições em suas afirmações.

Primeira delas: é de alegar que o Diretor de Futebol do Clube, Sr. Maculan, sabia da história do suposto seqüestro da filha do jogador no Rio. Coisa que em entrevista anterior o Diretor afirmou que iria conversar com o o jogador para saber os seus motivos da ausência no jogo contra o Iguaçu.

Segunda delas: foi a “visita” de policiais no CT do Caju para informar ao jogador do seqüestro de sua filha. Quanta informalidade para um assunto tão sério, grave e traumático para os familiares da vítima. É só chegar e falar na boa.

Terceira delas: foi que isso só veio a público agora, mas estranha, que, estando tão traumatizado a família e o jogador, o mesmo tenha forças para negociar um novo contrato, já que não aceitou o aditamento do contrato original.

Quarta delas: caso isso seja verdade. Por que o site oficial do Clube Atlético Paranaense não divulgou uma informação, esclarecendo os fatos para os torcedores e ter somente informado através de seu Diretor de Futebol que iriam realizar uma reunião com o jogador fujão para averiguar o que ocorreu com ele?

Resumo de tudo isso, este procurador e o jogador fujão acham que nós atleticanos temos cara de trouxa para acreditar nisso e somente a rádio CBN tenha esta informação e nenhum meio de comunicação televisiva tenha divulgado este fato, já que o Furacão está no Top da mídia devido a sua campanha no estadual deste ano e isso não passaria em branco nem aqui e muito menos no Rio onde ocorreu o fato.

Senhores, vamos respeitar os torcedores atleticanos e ponto final. Não venham com situações como está para nos comover, pois já fomos escaldados pelo Aloísio e Dagoberto anteriormente.

Está não colou, inventem outras desculpas, sem desrespeitar os torcedores do Clube Atlético Paranaense.

De tudo isso talvez a única verdade. Eu disse talvez. Seja a carta do Corinthians em afirmar que somente trata de transferências de jogadores com os clubes onde eles estão empregados.

Agora vamos ser sérios e levar a situação a sério. Não quer jogar mais no Clube Atlético Paranaense, muito que bem.

Até logo e boa viagem.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…