O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
7 mar 2008 - 9h11

“Os 10 mandamentos” da Copa do Brasil

…ou “Como fazer para obter uma vexatória eliminação logo na primeira fase” (isto também entrou para a história, queiram ou não)

“-Deixa disso, turma: nem liguem!” – disse o comentarista das ilusões.

Afinal, é público e notório que a Diretoria não se interessa o mínimo por esta copinha. Dane-se se ela pode levar um timeco como o Fluminense do ano passado para a Libertadores. O Atlético não quer isto. Há anos que não vem fazendo nada que precise na hora certa para ir em frente. Um time que passou aquele sufoco em 2007, só podia dar nisto desta vez.

Logo agora que estava tudo mais do que menos desde o início do ano (coisa rara), vieram os caras e literalmente conseguiram DESMONTAR o time: 3 titulares, sucessivamente, em função do “mercado”, ora ora.

Sinceramente, caro leitor, onde esperavam chegar os cartolas? Desculpem, mas eu já sabia: quem cumpriu estes dez “mandamentos”, não merecia outra “sorte”:

1- Manter Marcelo Ramos (ah, o artilheiro do Paranaense). Mas quantos gols ele marcou no brasileirão do ano passado mesmo?

2- Não contratar laterais de ofício: o armador tem que ser deslocado porque não há lateral-esquerdo que preste. Fora o ala direito que quando resolveu jogar bem de novo, sumiu. Então volta o segundo careca, o alucinado sem bússola.

3- A volta de Alan Bahia: o Terrasamba acabou, mas ele continua.

4- A contratação do ano: Irênio, o “motor” do time. Ele e o Fábio Jr: “quero saber bem mais que os meus trinta e poucos anos…”

5- Despachar o ídolo Ferreira.

6- Perder Jancarlos para Advogados (o 4º jogador que sai assim, se não me engano). Ers…quem é que faz os contratos de trabalho na Arena?

7- Deixar Claiton (um Capitão de verdade) navegar para o mercado japonês. Eles estavam urgentemente precisando do nosso estrábico líder, pra ver se enxergam melhor a bola.

8- Não reconhecer que os artilheiros do time eram os zagueiros. Qualquer idiota sabe que quando isto acontece, tá tudo errado no futebol.

9- Iludirem os menos avisados com a “campanha dos 100%”: e agora, arautos do marketing, acham que vai ter título do estadual no papo? Muito mais provável é que vá pro bico da gralha, ou pro ninho da cobra, o puçá do tubarão ou para qualquer outro bicho que não nós.

Então, a gota dágua:
10- Botar Danilo, aquela crônica e moribunda ferida luética e purulenta pra bater pênalti: não aprenderam com o Fabrício naquela vez contra o São Paulo, sobre a importância de bons cobradores. O cara só manda a bola pro mato, mas foi lá, bateu bem: bem na trave.

Afinal, pra quê título? Copa do Brasil, Libertadores…Paranaense, que diferença faz? O negócio é vender o que há de bom e não contratar ninguém que preste: o povo compra pacotes do mesmo jeito e deu.

Deu no que deu: time sem time. Nem laterais, nem meia cancha, nem centro-avantes, nem comando, nem interesse pelos campeonatos, nem respeito pelo torcedor.

Agora Ney Franco treina mais 3 partidas e vai embora para o “mercado” Japonês. Rodrigão fica, não vai mais para Ibirama, pois o “mercado” nacional está fechado: será titular. Venderão Antônio Carlos pra Moldávia e Rodolpho será emprestado para um sheik qualquer do Irã. Netinho fará as malas rumo à Cancún. Pedro Oldoni no Inter gaúcho. Vinícius pra Bielo-Rússia. Willian será o novo big brother do Dallas: é a globalização tomando conta do CT do Caju.

Mas não se preocupem! Olha só quem chega: os laterais esquerdo e direito, respectivamente do Iguaçu e do Rio Branco. Dois meias do Real Brasil. Um atacante reserva do Íbis. O terceiro goleiro do São Luiz de Ijuí e subirão 5 dos juniores (Choco não joga mais, porque tá vindo a páscoa e querem comer ele). E, impavidamente, virá a surpresa, anunciada somente na estréia do brasileirão e será um destes 5: Vampeta, Marcelinho Carioca, Túlio Maravilha, Valderrama ou Rincón (se não estiver preso): é o “mercado” atual da bola, tudo em função dele.

Pois perdi o saco. Vou para o meu mercado, o Extra do Alto da XV, comprar litros e litros de Steinheger pra esperar 2009.

Você aí, caro leitor, faça alguma coisa. Faça o que quiser, porque eles fazem o que bem entendem. E não esquente porque eles também não. Isso, tome mais um gole. Ligue a TV e torça pelo Washington (Flu). Ou pelo Kléber (Santos), quem sabe o Kleberson no Flamengo. Ou ainda pelo Shaktar -Donetsk. Ou por algum destes aí de cima, afinal, o Atlético é um Clube de padrão internacional.

Pena que tá difícil torcer pelo Atlético, aquele: o Paranaense.

E não adianta rezar. Deus não gosta de futebol. Deus não vê importância alguma na Copa do Brasil. Deus se preocupa com o “mercado”. Deus não quer chá, não quer café nem coca-cola. Deus só quer Chocolate. Se ligou no Chocolate.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…