O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
8 mar 2008 - 10h58

“Tem dia que de noite dá tudo errado”

Estive na Arena na noite de quinta-feira e presenciei o trágico futebol apresentado pelo “zéfiro”, outrora Furacão das Américas. Lamentável e prematuramente excluído da Copa do Brasil (o caminho mais curto para a Libertadores) na primeira fase e pior, merecidamente derrotado por um adversário que sabemos, não tem sequer uma estrutura material que se aproxime do Clube Atlético Paranaense, da grande escola de futebol que importa jogadores para os melhores times do cenário nacional e de lá para clubes internacionais.

Imitando um grande radialista “tem dia que de noite dá tudo errado” e vai continuar dando errado pelo que se viu pois a saída de quatro atletas do elenco principal já fez um estrago e sendo o futebol um negócio sabemos que outros irão embora e o time cairá ainda mais, se é que é possível descer tanto.

Sabemos que irão embora porque temos visto hoje a exportação de jogadores “medianos” uma vez que os bons jogadores já estão nos clubes europeus e de lá não retornam em face das fortunas que recebem dos clubes. Então, se os jogadores medianos vão para a Europa também, sobrará para o campeonato brasileiro o pior, os fracos jogadores que nada conseguiram de melhor para suas vidas e continuarão por aqui, sem vontade e sem futebol. É mais ou menos aquele preguiçoso que quer vencer na vida mas não quer fazer esforço, melhorar o nível!

E se os grandes clubes do eixo Rio-São Paulo, que pagam melhor os jogadores, ficarem com os menos fracos peneirados no interior do Brasil, em conseqüência, sobrará ao nosso querido Clube Atlético Paranaense os menos fracos do interior do Paraná.

Então, pelo visto, nós da familia atleticana que sofremos com o time na arena, precisamos estar melhor preparados psicológicamente para assistir tragédias como a de ontem, onde um time em sua casa, empurrado pela torcida, não conseguiu sequer demonstrar um médio futebol, “quebrando a bola” como se diz na gíria esportiva.

Ao final do jogo, para lamentar ainda mais, vimos uma grande revolta e muita tristeza estampada no rosto dos torcedores, que juram não se descontrolar tanto e ir com menos entusiasmo nos próximos jogos, mas sabemos que isso não acontece com os apaixonados pelo Clube. Acostumamos a valorizar o Atlético, aquele furacão das américas, que tão cedo não aparecerá por aqui, infelizmente.

Abraços a todos, pois os jogadores passam mas o Atlético ficará e ainda nos dará alegrias. Vão-se os anéis…



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…