O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
9 mar 2008 - 10h47

Não tem desculpa!

Caro Ney Franco: não desculpamos! Não tem desculpa.

Não tem desculpa um time como o Atlético Paranaense, ainda que em fase de desmanche, não conseguir vencer o Corinthians de Alagoas em plena Kyocera Arena. Não tem desculpa fazer uma campanha impecável no ridículo Campeonato Paranaense e, uma vez mais, ser eliminado na primeira fase por um time pequeno, sem tradição, desconhecido. A Copa do Brasil não era o “principal objetivo do primeiro semestre”? E aí? Que me desculpe você, Ney Franco, mas pra vocês NÃO TEM DESCULPA!

Será que mais uma vez serems obrigados a “passar em branco” na temporada e constatar uma vez mais que toda essa história de planejamento, preparação, é balela? Conseguimos nos iludir com um desempenho de Furacão num ridículo Campeonato Paranaense que, ouso dizer, vem se demonstrando o de nível técnico mais fraco da história (basta analisar as equipes “grandes” como Coritiba, Paraná Clube e o próprio Atlético).

Outra coisa que não tem desculpa é esse desmanche fora de hora. Não conseguir segurar um jogador de mais de 30 anos que foi para o Japão… “emprestar” a estrela do time e o ídolo da torcida para o Al-Shabab e, novamente, deixar claro que o jurídico do clube é incompetente e que a política de renovações do Atlético precisa ser revista com máxima urgência – pois ao que parece, o clube sempre quer impor que os jogadores renovem independentemente de negociação. Tínhamos um time entrosado, bem treinado e voluntarioso. Mas por termos promovido o desmanche antes mesmo da temporada começar, temos agora um aglomerado de jogadores apáticos e desmotivados. Isso, caros diretores, não tem desculpa!

Também não tem desculpa se esse ridículo desempenho que o time vem apresentando nas últimas partidas acabar acarretando da perda do título paranaense. Esse, embora seja de um valor irrisório – já que o Campeonato Paranaense é uma piada – deve ser encarado como obrigação. Afinal, um time que se entitula grande, exemplo de administração, exemplo de gestão e organização não pode, em hipótese alguma, perder o título paranaense para nenhum dos outros coitados que o disputam.

Não há como desculpar, também, a demora no retorno do sistema de associação e a forma como vem acontecendo. O clube lança uma promoção pra agradar a torcida no estilo “olhe, mas não toque; toque, mas não prove; prove, mas não engula”… e novamente a torcida é feita de palhaça. Mas agora, quem vai querer se associar a um time desmontado?

Eu, por exemplo, não renovarei meu contrato de associação (que vence agora em março). Isso porque não valeu a pena. Em um ano como sócio, vi uma temporada medíocre em 2007, na qual fomos eliminados em casa para o tricolor de duas cores no Paranaense, eliminados em casa pelo Fluminense na Copa do Brasil e lutamos para não cair no Brasileirão. Ainda assim, acreditei que teríamos um 2008 promissor ao ver o time terminar o Campeonato Brasileiro embalado e iniciar o Paranaense em ritmo arrasador. Mas e agora?

Agora, tudo caminha para o caos. A Copa do Brasil mal começou e já estamos fora. O Paranaense já virou dúvida (pois enquanto outros times vêm melhorando, o Atlético vem piorando de rendimento) e o Campeonato Brasileiro é uma incógnita.

Pra mim, chega de investir e contribuir com o clube sem ter retorno. Chega de ir ao estádio mais lindo do Brasil (e pra mim, do mundo) apenas como quem vai ao shopping, pois não temos time, não temos foco no mais importante: o futebol. Depois desse vexame e do vislumbre de uma temporada ridícula, eu digo novamente para todos: comissão técnica, jogadores e, principalmente, diretores: não tem desculpa!

Um ex-Sócio Furacao (BASUP E-182).



Últimas Notícias

Sul-Americana

Tá ruim mas tá bom

Pela repescagem (ou playoff) da Sul-Americana, no Paraguai, Cerro Porteño 1 x 1 Athletico. No segundo jogo de Martin Varini no comando técnico do Athletico,…