O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
13 mar 2008 - 14h16

Circo da inversão

“Respeitável públicoooo! Com vocês… mais uma grande atração…nesta magnífica tarde de chuva…o maior do sul…o melhor das Américas…o internacional…el Furacón… Clu-be A-tlé-ti-co Pa-ra-na-en-seeee!”

Há quase três anos em exibição na cidade de Curitiba, prestes a encerrar sua temporada, apresentar-se-á neste domingo próximo, no palco da Kyocera Arena, para mais um espetáculo agora contra el Paraná Club, este maravilhoso circo, o “circo da inversão”. Mas por que “da inversão”? (nada a ver com casa de massagens)

Por uma simples razão: a platéia está no gramado e o palco nas arquibancadas,ou seja: OS PALHAÇOS SOMOS NÓS! Mas não há problema nisto. Senão vejamos…

“Vai vai vai, começar a brincadeira, tem tem tem, tem palhaço a noite inteira…” : este é o lema da atual, factual e anal diretoria do CAP. Começa por aí.

Entram no estádio primeiro a palhaçada. Depois o riso, ou seja: els nos assistem, eles riem de nós (tipo “tão pagando pra ver isto? são uns coitados!”). Pois as inconsequências já não causam mais espanto, posto que são plenamente previsíveis, frente às atitudes de MC Vostok e sua trupe.

O que esperar de gente que contrata coxas para departamento de futebol como no ano passado. Que dá espaço para outro coxa no site oficial ficar fingindo que é cult, se achando um Mário Prata ou um Ferreira Goulart. Que tem presidente que usa gravata verde.

Que a todo ano aparece com suas “prioridades” (imagine se não houvesse). Que não tem a mínima competência para criar contratos de trabalho apropriados, através de cláusulas que previnam contra eventuais prejuízos. Que não aprendem a importância de delegar corretamente a cobrança dos pênaltis nas competições.

Que resolvem fazer as pazes com a torcida (os “consumidores”) somente quando a lona tá na fumaça. Que acha-se eterna reveladora de talentos, portanto pode vender a qualquer hora, que outro desconhecido qualquer vindo do Iguaçu, da Catuense ou do Íbis substituirá qualquer ídolo. Que não permite que seus jogos passem na TV porque pagam pouco dinheiro: para eles, antes nada do que alguma coisa (como se não precisassem): pouca grana não precisa, contratar alto não precisa, títulos não precisa. Precisa é ganhar do São Paulo no último jogo com gol de pescoçada de zagueiro no último minuto, ah, isto basta. Se zagueiros fazem gols, porque trazer bons meias ou atacantes? É só manter o Netinho para cruzar pra eles e deu!

Que não faz parceria com uma empresa de ponta para contratar gente que presta nem para concluir aquele buraco horroroso no estádio: dá-lhe Marketing, viva a auto-suficiência! Que despacha Ferreira: adivinhem onde ele vai jogar o brasileirão? No Morumbi, é claro!

Povo este que conseguiu montar a melhor estrutura do pais, de padrão internacional, ao mesmo tempo culminando neste time atual, padrão varzeano. Contraste suspeito, não acham?E mais tudo isso e aquilo que você leitor pensa e acha ou tem certeza.

Mas não desanimem, pois o circo é de verdade: tem pipoca, muita pipoca. Tem refrigerante, cerveja e cachorro quente. É mais que um circo, pois tem pizza e sanduba de pernil.

Não tem animais, mas tem alguns camelos jogando. Não tem anão, mas tem Bahia e Ramos. Não tem trapezista, mas tem Ney. Nem malabares, mas tem Michel. Não tem bailarina, mas tem Rodrigão. Não tem globo da morte, mas tem Danilo. Nem tem mais a mulher barbada: venderam Clayton pro Japão. Não tem algodão doce, tem Chocolate. Não tem mágico, mas tem Petraglia.

Viva o circo, porque tá cheio de palhaços: eu, você, Fanáticos, Ultras, torcida, pacoteiros, até os do radinho. Todos no mundo da fantasia. A fantasia do campeonato paranaense, a fantasia dos 100%, a fantasia da invencibilidade, a fantasia da Arena concluída. E vem mais fantasia para o resto de 2008.

Não tem alegria, mas tem emoção. Ainda tem esperança, porque vai ter eleição.

O show não pode parar. Porque nós continuaremos, eles não.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…