O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
26 mar 2008 - 17h33

Vida, tradição, história e parabéns!

O presente é o conjunto de construções elaboradas no passado. O hoje é formado pelos planos de ontem. Tudo o que se concretiza nesse instante foi sonhado antes. Ninguém corre sem antes andar. Ninguém anda sem antes engatinhar.

E a vida? Segue seu ciclo: nascer, crescer, reproduzir e morrer. Durante esse ciclo inúmeros fatos contribuem para a formação daquilo que somos hoje e muitos contribuirão para o que seremos no futuro. É como um ciclo. Passado, presente e futuro.

A história é assim: fatos contados pelos personagens que dela participam. Pelos que já se foram, pelos que vivem hoje e pelos que ainda viverão.

Mas quando duas histórias se juntam deixam de ser meramente fatos contados. Quando duas histórias se unem elas passam a contar com a cumplicidade uma da outra, elas passam a viver juntas suas histórias. Quando duas histórias são vividas em comum elas se tornam grandes feitos. Grandes feitos do presente. Grandes glórias do passado.

Quando a história é vivida em comum, quando ela é contada por outra história, ela deixa de ser meramente um fato e passa a ser um hábito. Contada todos os dias ela se personaliza em cultura e, vivida juntamente com outras histórias, se torna em tradição. Tradição, vigor sem jaça.

E ninguém vive uma tradição por acaso. A tradição é perpetuada pelos fatos que ocorrem no presente. É por quem vive o hoje que uma tradição passa dos limites de duas vidas. E o amor mútuo, vivido por duas histórias se multiplica. E passa a encontrar não apenas duas, mas um milhão de outras histórias que passam a ser vividas em conjunto. Um milhão de histórias que amanhã serão 2 milhões, muitas gerações e, assim, cumprem a profecia de não temer a própria morte. Afinal, nossa história é imortal.

Essa história tem hoje exatos 84 anos. E este sentimento mútuo que forma e toca essa história, em conjunto com a história de cada um de nós, nos lega um sangue forte, nos dá raça e nos impele a cantar:

‘Atlético! Atlético!
Conhecemos teu valor
E a camisa rubro-negra
Só se veste por amor.’

O presente é a semente do novo amanhã. Hoje cada um de nós deve plantar essa semente para que, daqui a 84 anos, outros atleticanos como nós tenham colhido e novamente plantem as sementes, plantem os novos sonhos, pois os que hoje sonhamos, já estarão concretizados. Já serão nossa história.

Os parabéns são para cada uma das milhões de histórias que viveram e vivem, fizeram e fazem, aquilo que é hoje o Clube Atlético dos Paranaenses.

Parabéns, Furacão, parabéns, atleticanos.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…