O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
11 abr 2008 - 11h59

Estão deixando meu Atlético morrer

Abro jornal esperando uma notícia boa e como num passe de mágica, vejo mais uma palhaçada, patifaria, sem vergonhice.

É inadmissível e lamentável ver que o Atlético não nos pertence mais.

Eu que tanto apoiei esta diretoria ao longo dos anos, me sinto traído por um bando de ordinários.

Como farei agora para que meus filhos continuem a serem atleticanos se quem não é visto e nem ouvido, não é lembrado. Paixão não se compra e nem se vende.

O Atlético se tornou propriedade de um bando de magnatas sem caráter. Muitos hão de concordar com esta atitude de exigir um pagamento absurdo destes das rádios. Quantoa TV tudo bem, mas e a classe mais pobre, que não dispõe do dinheiro para ir ao estádio e de tornar-se um ilusório sócio furacão.

Com a falta das transmissões ficaremos alienados e o Atlético ficará esquecido. Preferiria eu mil vezes um clube pobre e honesto do que um clube que não posso ter acesso de maneira alguma.

Por isso digo que é hora, definitivamente de nós torcedores Atleticanos de verdade tomarmos medidas contra esta palhaçada, antes que seja tarde.

Nunca fui contra o preço dos ingressos, sempre apoiei as decisões, não pertenço a rádio ou tv, sou apenas mais um atleticano que já sente saudades de ouvir o Atlético, quando não vou ao estádio.

Vamos fazer greve.

Greve contra a Copa de 2014, greve contra o sócio-furacão, greve contra jogadores de baixíssimo nível, vamos fechar os portões da Baixada, até que se tomem atitudes grandes e que realmente valorizem nosso rubro-negro, eu disse nosso rubro-negro.

Já derrubamos a Globo e a máfia da CBF na década de 90. Já derrubamos dirigentes e presidentes.

Carissimo Petraglia, sempre fui seu fã e admirador, apelo para seu bom senso.

Na década de 60, tivemos um vidente que antes de sua morte previu e pediu, não deixem meu Atlético morrer.

Esta morte já tem data anunciada, maio de 2008, 40 anos depois das palavras de Jofre Cabral, Um verdadeiro atleticano, que morreu pelo Atlético, e se ele morreu podemos nós ainda viver por nosso amado clube.

Só uma atitude grande nos devolverá o Atlético.

Greve para não deixar meu Atlético morrer.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…