O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
27 abr 2008 - 20h34

Com 9

Covardemente postado em campo ness domingo no primeiro joga das finais do Campeonato Paranaense, o Clube Atlético Paranaense perdeu o clássico por 2 a O para o Coritiba e agora vê distante o sonho da conquista do Canpeonato que era tido como certo no começo do ano.

Certamente essa será a tônica de todos os meios de comunicação do Paraná nessa segunda feira.

Agora pergunto: Será que temos condições de criticar jornais e programas esportivos depois do que ouvimos nesse domingo

A resposta parece óbvia.

Quando do empate frente ao Irati em casa escrevi uma coluna afirmando que o time havia jogado com o regulamento para evitar confrontos desnecessários antes da hora. Porém hoje, o que ouvi derrubou por terra todos os meus comentários.

Como torcedor, ainda não irei me desesperar. Temos condições de reverter o placar na nossa casa. O problema é que quando digo que temos condições, digo que a torcida tem condições de reverter. Não o time.

Nitidamente fez-se valer o mando de campo nesse primeiro jogo. O Coritiba soube aproveitar o fator campo e só não selou o título porque também é um time fraco. Aí que me chateia mais: perder covardemente para um time igualmente fraco.

O erro já começou na escalação. Jogamos sempre com 9 jogadores porque Nei e Michel não existem. Seria mais eficaz ao técnico Ney franco colocar 2 postes, 1 de cada lado do campo. Dariam muito mais trabalho do que esses dois laterais.

Realmente existem coisas inacreditáveis e uma delas é a escalação do Michel. É absurdamente estranho que, volta e meia ele apareça no time com a camisa de titular. Pasmem, até os comentaristas verdes se surpreendem com a escalação desse lateral.

Gabriel Pimba. 2 vezes ouvi seu nome durante os mais de 90 minutos. Claramente sentiu a pressão de um clássico.

Wallysson. Nem no banco figurou. Pedro Oldone pros minutos ‘seja o que Deus quiser’

E Netinho. Esse sim um capítulo a parte dividido em 3 atos: bola na barreira, bola direta nas mãos do goleiro e escanteio no primeiro pau (na rede pelo lado de fora). Sendo que essa é uma das nossas principais, senão a única jogada.

A torcido tem totais condições de reverter o placar. Cabe a nós, independentemente de todas essas adversidades que temos no elenco, fazer nossa parte.

Ao competente técnico Ney franco: mude a postura. Precisaremos de 3 gols. Não é impossível, mas jogue pra cima e prove isso antes de colocar o time em campo. Postura defensiva não será admitida nesse jogo.

Quem morre na véspera é peru. Acreditem!



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…