O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
5 maio 2008 - 10h13

Sou mais Atlético

Sou mais as nossas cores, as nossas bandeiras, os nossos gritos, o nosso hino. Sou mais a loucura de amar sem limites, sem condições, sem medo. Sou mais o lado de cá, da paixão em vermelho e preto. Mas faço algumas ressalvas acerca de tudo o que passou.

1. A perda do título é conseqüência do mercantilismo que tomou conta do Atlético. Excepcional seria o triunfo da política do desmanche continuado. Quais serão os próximos a sair?

2. Heber Lopes, outra vez. Querem nos fazer acreditar que não comprometeu. E não comprometeu, mesmo. Perdemos exclusivamente por nossas falhas. Nosso time é frágil e sem espírito de campeão. Mas Heber está longe da neutralidade. Como de costume, se atrapalhou nos critérios de marcação de faltas e amarrou convenientemente o jogo tempo final. Concluiu com um acréscimo ridículo de dois minutos. Erros pequenos, que pouco interferiram na tragédia anunciada. Nossos jogadores se abateram depois do gol esquisito deles.

3. Caiu a máscara dos meios de comunicação. O fim do campeonato foi o estopim para uma bateria de editoriais raivosos, comentários engraçadinhos e manifestações de alívio. A Diretoria do Atlético foi o alvo preferido. Colheu o que plantou. Nada, porém, justifica a falta de respeito com a nossa torcida, que deixou de existir para os jornais e para os palpiteiros que empunham microfones sem nenhuma responsabilidade. Ignorar uma comunidade de mais de um milhão de pessoas e subestimar o espetáculo que realizamos no domingo são provas descaradas de mau jornalismo.

Não é fácil torcer pelo Atlético atual. Vivemos sob tensão permanente, em busca do futebol esquecido pela cartolagem arrogante. Não é fácil, mas nada se compara às nossas cores, às nossas bandeiras, aos nossos gritos, ao nosso hino. Por isso seguimos, por isso vivemos.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…