O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
7 maio 2008 - 10h30

É… não deu!

Infelizmente o dia 04 de maio de 2008 não foi como a massa rubro-negra esperava. Voltamos a disputar uma final do paranaense com os verdinhos, e mesmo com a vantagem do placar do primeiro jogo estando ao lado deles, o gostinho da vitória e do título estava na boca de todos os atleticanos.

Sabíamos que não seria uma tarefa fácil, pois reverter o resultado e marcar três gols nos 90 minutos, todos teriam que suar muito a camisa. A vantagem que acompanhava o Furacão, era a de decidir em casa, com o apoio incondicional da torcida, e foi com esse apoio que o Atlético quase chegou lá. Sim, foi quase, pois assim que o segundo gol rubro-negro foi marcado, a Baixada explodiu de alegria! Os jogadores ficaram mais motivados, e o terceiro gol, aquele que nos daria o título, sairia naturalmente.

Mas o terceiro não saiu, e quando menos esperamos, tomamos um gol besta! Aquela típica falha entre zagueiro e goleiro (logo você Vinícius, que estava indo tão bem) que jamais poderia acontecer. Parecia que tinham jogado um balde de água fria na fanática torcida rubro-negra. Essa torcida que lotou a Baixada, fez uma festa incrível, incentivou o tempo todo, cantando, gritando, rezando, comemorando. Cada um da sua maneira, mas todos com um mesmo objetivo, ver o Atlético campeão.

O que mais me chateia, foi ver a transformação do time após o gol coxa-branca. Não conseguia acreditar que toda aquela vontade de levantar o caneco tinha se abalado tanto. Bem que tentaram levar o jogo para prorrogação, mas acabamos tomando sufoco, e aí, já era. Cada grito que eu dava, parecia ser em vão. Achei que ia enfartar, tive até que sentar e respirar fundo, tamanho era meu nervosismo. E no coração de todos os atleticanos, mesmo que remotas as chances, aquele pontinho de esperança prevalecia em qualquer chance Rubro-negra. Mas não deu, infelizmente não deu. Ganhamos o jogo, mas perdemos o título.

Acontece, ano que vem tem mais! Isso foi o que mais escutei hoje! Haja paciência.

Apesar dos pesares, me orgulho cada vez mais em ser atleticana. Mesmo com a perda do título, em casa, ver essa torcida maravilhosa, que não parou um minuto sequer, até quando o apito final foi dado, várias pessoas ainda estavam nas arquibancadas, gritando Atlético. Que torcida é essa? É essa união que nos fortalece a cada dia! É essa paixão por um time que nos leva a fazer loucuras, que até Deus duvida.

O Atlético é nossa paixão! A Baixada é nossa segunda casa! E nós sempre estaremos com você, querido Furacão!

Mosaico

Mais uma vez o Mosaico Furacão deu um show na BA Superior. Valeu todo o esforço! Valeu chegar horas antes do jogo na Baixada, distribuir cada painel nas cadeiras, orientar o pessoal, tudo para deixar a festa ainda mais bonita. Não conseguimos o título, mas tenho certeza que cada torcedor saiu da Baixada com a sensação de dever cumprido, pois proporcionamos uma festa linda, e mostramos para todos, o quanto somos apaixonados pelo nosso clube, e que mesmo nos momentos mais difíceis jamais deixaremos de apoiar.

Parabéns galera! Valeu!



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…