22 fev 2009 - 18h17

Geninho diz que período de experiências está perto do fim

Confira a entrevista coletiva concedida pelo técnico Geninho depois da vitória do Atlético sobre o Paraná Clube por 2 a 1 na tarde deste domingo na Arena da Baixada:

CONSCIÊNCIA
"Eu tenho mexido na equipe, isso não tem dado o entrosamento necessário, mas eu tenho consciência do que estou fazendo. É uma coisa natural um jogador não passar por um bom momento, é muito difícil que tenha um ano inteirinho perfeito."

CRISE?
"Esses dias me perguntaram sobre uma crise. Ora, se um time que é líder com quatro pontos de vantagem tem crise, e o resto? Estão querendo procurar chifre em cabeça de cavalo."

PERÍODO DE EXPERIÊNCIAS
"Eu já tenho uma noção bastante exata de como eu devo jogar, de quem deve jogar. Mas quanto a um Atlético ideal, ainda está longe do que eu quero. Tenho de concordar que ainda não estamos fazendo um futebol ao nível do Atlético, ao nível do que eu quero. Talvez na hora que a gente definir essa equipe e der uma continuidade, a gente chegue mais rápido a isso."

MUDANÇAS
"Eu fiz o jogo em cima daquilo que eu queria ver. Eu queria ver o meu time nessa postura contra um adversário que eu considero forte. A campanha do Paraná não condiz com a qualidade do time do Paraná."

MÁRCIO AZEVEDO
"O único que ganhou a posição no treinamento em cima do que ele apresentou foi o Márcio, que fez um coletivo muito bom e eu não o tinha visto esse ano. Como eu trato todo mundo igual, eu acho que o Márcio merecia jogar hoje pelo que ele fez no coletivo."

TIME TITULAR
"Estamos muito perto de encerrar esse período de avaliação e definir o time que vai jogar."

REFORÇOS
"É muito cedo começarmos a analisar nomes. Estamos fazendo uma análise do time. Eu ainda não defini um time para botar esse time para rodar. é muito cedo eu achar que meu time não funciona e já começar a falar em reforços. Se houver necessidade as contratações virão. É claro que ninguém está dormindo, estamos observando jogadores que estão se destacando dentro daquilo que o Atlético possa investir. São jovens valores, alguns jogadores que têm destaque. Se você, num futuro, precisar de algum jogador, já tenha um caminho andado. Manda o bom senso que a gente observe tudo. Estou observando tudo."

KAMALI
"O Kamali está no nosso grupo. Vem melhorando muito, vem crescendo demais. A partir do momento que começou a trabalhar num nível profissional. Muito provavelmente ele não vai estar no bloco do Campeonato Brasileiro, porque ele deve voltar ao seu país no meio do ano. Se de repente a gente cismar de botar o Kamali para jogar, pode botar porque ele não vai decepcionar."



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…