12 mar 2009 - 0h01

Escorregão no noroeste

Jogando um futebol lento e sem criatividade, o Atlético perdeu para o Cianorte por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no estádio Albino Turbay, em partida válida pela décima segunda rodada do Campeonato Paranaense 2009. Os gols do Cianorte foram marcados pelo meia Felipe e pelo atacante Elton e o gol atleticano foi anotado pelo lateral Zé Antonio. Com a derrota, o rubro-negro perdeu a invencibilidade na temporada, mas ainda se mantêm na liderança do Campeonato Paranaense com 27 pontos.

Após um atraso de 15 minutos, ocasionado por um problema em uma das torres de iluminação do estádio, a partida começou muito disputada e com jogadas de velocidade para as duas equipes.

Aos poucos, os donos da casa foram chegando com perigo ao gol atleticano e aos 10 minutos de partida, após um “apagão” do meio de campo rubro-negro, o meia Felipe, melhor jogador do Cianorte, carregou a bola sozinho e acertou um belo chute de longa distância, sem chances para o goleiro Vinícius.

Após o gol da equipe do interior, o Atlético acordou na partida e começou a incomodar muito o bom goleiro Silvio. Com chutes de longa distância, aos 15 minutos, em uma cobrança de falta de Netinho, aos 18, em uma bela jogada individual de Júlio César, e aos 27, com uma tentativa de Rafael Moura, o Furacão quase igualou o placar.

Depois de tanto tentar, aos 31 minutos o Atlético chegou ao gol de empate. O meia Marcinho fez uma bela jogada pela esquerda do ataque atleticano e cruzou para Zé Antonio cabecear, de dentro da pequena área, e igualar a partida.

O gol não diminuiu a vontade do time rubro-negro e aos 38 minutos, Rafael Moura e Marcinho fizeram uma bela troca de passes, a bola sobrou para o atacante, dentro da área, girar e bater para uma grande defesa do goleiro do Cianorte.

Com a alta temperatura, as equipes resolveram cadenciar o jogo e aguardar sem riscos o final do primeiro tempo.

Segundo tempo: Erro da arbitragem e péssimo futebol

Seguindo seu método de trabalho, o treinador Geninho voltou para a segunda etapa com o mesmo time que iniciou o primeiro tempo. Acuado e sem criatividade no meio de campo e, principalmente, no ataque, o Furacão passou a ser pressionado pelo Cianorte que apostava, novamente, em jogadas rápidas e em chutes de longa distância.

Logo aos 6 minutos, o meia Felipe fez uma bela jogada pelo centro do campo e bateu forte para uma bela defesa do goleiro Vinícius. A chegada da equipe do interior assustou a equipe atleticana que se encolheu e não conseguiu mais sair jogando com a bola dominada, tendo como única saída os chutões.

Aos 13 minutos, o Cianorte chegou mais uma vez com muito perigo. O volante Davi cobrou uma falta frontal e assustou novamente o goleiro atleticano. Sufocando a defesa do rubro-negro, aos 19 minutos foi mais uma vez o meia Felipe que arriscou de longe e quase acertou o canto direito do goleiro Vinícius.

Apesar da pressão total dos donos da casa, aos 20 minutos o Atlético chegou com perigo e teve um gol incorretamente anulado pelo bandeira José Alves da Silva. O lateral Netinho cobrou uma falta com perfeição, o zagueiro Antonio Carlos aproveitou e empurrou a bola para o fundo das redes, mas o auxiliar anotou uma posição irregular do ataque rubro-negro, interferindo diretamente no resultado da partida.

Não demorou muito para o Cianorte voltar a pressionar e decidir a partida. Aos 33 minutos, o atacante Elton, que entrou na segunda etapa, cobrou uma falta com perfeição marcou o segundo gol dos donos da casa na partida. Na jogada seguinte ao gol do Cianorte, em um lance confuso pela lateral direita do ataque atleticano, o meia Marcinho recebeu uma bola açucarada e chutou no travessão do goleiro Silvio.

Precisando do empate, o técnico Geninho resolveu mexer na equipe atleticana, sacando o volante Renan para a entrada do meia Gabriel Pimba e tirando o atacante Rafael Moura, que apareceu muito pouco durante a partida, para a entrada do, também, atacante Lima.

Com as alterações, o Atlético partiu para cima e aos 46 minutos perdeu uma chance incrível para empatar a partida. O atacante Lima recebeu uma bola na pequena área, se enroscou com um zagueiro e acabou ficando de frente para o goleiro Silvio que fez outra defesa milagrosa, acabando com as esperanças da equipe atleticana no jogo.

Após esta derrota, o Atlético folga na próxima rodada e só voltará a jogar pelo Campeonato Paranaense no próximo dia 22, contra o Paranavaí, no interior do estado.

%ficha=690%



Últimas Notícias