O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
1 abr 2009 - 16h36

Time de mata-mata e time de pontos corridos

Nós estamos confundindo as coisas. Um time para disputar mata-mata (Copa do Brasil, Libertadores e Sulamericana) pode ser composto por jogadores medianos e ir em frente na base da motivação.

E nesse caso, um treinador tipo Geninho (paizão) vai levando um plantel mediano (vide 2001 e últimas rodadas de 2008), que eram situações de matar ou morrer.

Já um campeonato de pontos corridos (38 rodadas) precisa ter um plantel qualificado e um treinador estratégico que desenvolva jogadores e jogadas, que não é o Geninho. Por isso que ele nunca ganhou um campeonato de pontos corridos.

Por isso que o nosso time não apresenta evolução tática e nem tem um base definida depois de 15 rodadas. Ele só usa motivação e isso só não dá conjunto.

Inclusive podem ir se preparando, que se não ganhar o campeonato paranaense, ele já vai pegando seu boné e procurando novas paragens.

E a nossa diretoria, nova e empolgada, acostumando-se com os holofotes da imprensa e da corte de bajuladores, vai precisar de mais um ano para entender o que acontece de fato. É essa a realidade.

E nós torcedores temos que aceitar que um dia um grupo de jogadores medianos vão se transformar em jogadores de ponta e ganhar um Campeonato Brasileiro.

Sem dinheiro não dá prá montar um grande time. Ajudem o CAP a arranjar um patrocinador e vamos arranjar mais sócios, e um dia vamos aumentar o valor dessa taxa de sócios. O resto é conversa para enganar torcedor.

Eu quero um CAP disputando títulos e não só servindo de coadjuvante. É isso que tem de ser cobrado da diretoria.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…