8 abr 2009 - 22h54

Geninho: "Poderíamos ter vencido, mas foi um bom resultado"

Após o empate em 2 a 2, com o ABC, nesta quarta-feira, no Frasqueirão, pela Copa do Brasil, o técnico Geninho analisou o resultado obtido em Natal. O Furacão irá decidir a vaga nas oitavas-de-final na Arena da Baixada, no dia 22 de abril.

Para o comandante atleticano, o Rubro-Negro começou bem o jogo, mas a expulsão do volante Fransérgio prejudicou o planejamento da equipe. Porém, mesmo com um a menos, Geninho revelou que pelo segundo tempo da equipe e pelas chances criadas, o Atlético poderia ter saído de campo até com a vitória.

Confira abaixo a entrevista coletiva do técnico Geninho:

Jogo

“No primeiro tempo, quando nós ficamos com um a menos tivemos dificuldades, o ABC começou a achar espaço para tocar a bola pelos lados e não estávamos incomodando. Fiquei com muito medo no primeiro tempo, mas no segundo fechamos mais os lados, apertamos a marcação e saimos melhor com a bola trabalhada, tanto que criamos duas ou três situações. Depois no final, o Wallyson e o Márcio Azevedo entraram bem e inclusive poderíamos estar comemorando uma vitória porque com os dois tiveram chances. Mas o resultado foi muito bom pelas circustâncias”.

Preparo físico

“O time está bem. Todo mundo está se doando, dando um pouco mais porque isso era importante, especialmente quando ficamos com um a menos. Então tenho que elogiar a condição física. O time mostrou que tem poder de recuperação”.

Arbitragem

“Não teve nenhum lance que pudesse ter influência, mas podia ter expulsado um jogador deles também. Porque um jogador puxou a camisa de um atleta meu e ele não deu nada”.

Bola parada

“O resultado se faz dentro de campo. Começamos bem o jogo, tomamos um gol de bola parada, sabíamos dessa jogada deles. O Gaúcho chuta muito forte. Mas acho que o time tentou, tentamos buscar o resultado. Acho que podíamos ter saído até com um resultado positivo”.

Wallyson

“O Wallyson está buscando o espaço. Aqui ele é ídolo, fez história. Ele está demonstrando qualidade, velocidade, especialmente nas bolas em profundidade. A gente tinha um planejamento de jogo, perdemos o segundo homem de armação e tivémos até que mudar a hora de colocar o Wallyson. Mas chegou a hora de arriscar, de ter coragem. Ele entrou muito bem, foi para cima, méritos dele. Fez um gol, criou chances para outro”.

Expulsão do Fransérgio

“Ele matou a primeira jogada ao natural, era perigo de gol, ele segurou o jogador. Mas acho que o segundo lance foi muito rigoroso, teve lance igual aquele e o juiz não deu cartão. É aquele negócio de jogar fora de casa, mas não tem que recriminar o menino, acontece, ele vai aprendendo”.

Jogadores no DM e Paranaense

“Não sei. Os dois que tinham mais chances eram o Jairo e o Júlio César. A princípio tinham me dado uma semana. Vamos esperar chegar em Curitiba para ver. Mas o time que deve jogar no domingo pelo Paranaense é o mesmo que começou aqui, sem o Antônio Carlos”.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…