O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
30 abr 2009 - 0h25

A estratégia rubro-negra

Sem dúvida o jogo desta quarta-feira contra o Corinthians provou que o Atlético tem condições de ser um time que conquiste os títulos hoje disputados.

Porém, é de perder a paciência as gafes que os jogadores e o técnico Geninho cometem durante o jogo. Por exemplo: no segundo tempo, quando o Atlético provocava falta, os jogadores atleticanos entregavam a bola praticamente na mão dos corinthianos, ajudando-os a dar sequência rápida no lance. Isso resultou em alguns ataques ora mal sucedidos pela baixa qualidade técnica do atacante Otacílio Neto (em comparação ao Ronaldo), ora lances protagonizados pela defesa atleticana. Além disso, houve aquele lance em que houve falta na entrada da área atleticana e simplesmente esqueceram de marcar os corinthianos, que cobraram rapidamente e quase converteram em gol.

Outra falha que merece novo parágrafo é a de Geninho. Por que aos 45 do segundo tempo ele não faz todas as substituições que pôde para travar o jogo? Não, ele prefere que o Corinthians, incendiado pelo primeiro gol, vá ao ataque e faça o segundo, tirando toda a vantagem conquistada pelo Rubro-Negro. Faltou ele apelar para esta estratégia, que garantiria um bom resultado para o nosso time.

Apesar dos pesares, destaque para os jogadores:

– Rafael Moura: incansável, apoiando a marcação, fazendo boas jogadas, mostrou que está jogando cada vez melhor.

– Wallyson: simplesmente incendiou a defesa alvi-negra. Deve ser titular nos próximos jogos.

– Raul: Cada vez mais está provando a que veio, é uma grande promessa que não deve mais perder a posição na lateral direita.

– Marcinho: jogou bem, porém precisa parar de inventar. Não tem extrema técnica para driblar os defensores e sempre que tenta, perde a bola.

– Márcio Azevedo: apesar de não ter muita técnica, jogou com muita velocidade, protagonizando as boas jogadas pela esquerda.

Agora, vamos empurrar o Furacão para conquistar a vitória no jogo contra o Cianorte. Caso o Atlético entre com a mesma formação e deixe de cometer estes erros bobos, tem grandes chances de levar o caneco. Este fim de semana promete!



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…