O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
26 maio 2009 - 10h22

Geninho, cadê o padrão de jogo?

O que estamos vendo é um time sem padrão de jogo. Geninho acredito que o ‘desgaste’ que você tanto fala, chegou…é melhor pedir o boné e continuar a figura amada dos Atleticanos, porque o que parece é que você não tem condições de treinar um grande clube, ou estou errado? Prove-me!

Desde o jogo contra a Portuguesa lá se vão 7 meses e você não consegue colocar padrão neste time!…ou você não está treinando-os corretamente ou eles não querem ou não conseguem assimilar. Porque este time ainda não tem padrão técnico.

Não tem jogadas ensaiadas, não há triangulação de jogadas, não há segurança na zaga, o meio não sabe ‘matar’ as jogadas e bolas alçadas na aérea virou um ‘infernum’.

Concluindo, certamente temos cabeças-de-bagre se achando bons jogadores, mas sinceramente temos um técnico com plenos poderes dentro do clube que não o usa em benefício do clube.

Geninho sempre vou te admirar, mas há muito que melhorar, mude ou de espaço para o Leandro Niheues ou outra jovem promessa que entende muito mais de táctica do que os velhos da bola (professor-pardal).

Galatto: Chegou a hora, banco ou fora.
Rhodolfo: Empreste ou ponha-o no banco.
Antonio Carlos: Feche a boca e jogue mais, para capitão não serve.
Marcinho: Diga a que veio.
Rafael Moura: A festa acabou, concentre-se.

Marcos Malucelli: Futebol não é para amadores, chega deste discurso pobre e medíocre. Torcida não vive de balanços patrimoniais nem superávit. Títulos isso sim queremos ver.

Pra frente Furacão!



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…