19 jul 2009 - 21h04

Atlético confirma o retorno de Alex Mineiro

A diretoria do Atlético confirmou neste domingo, em notícia no site oficial do clube, o retorno do atacante Alex Mineiro para o Furacão. Segundo o clube, os últimos detalhes da transferência do jogador, que estava defendendo o Grêmio, foram acertados no fim da tarde deste domingo, em uma reunião pelo telefone entre o presidente Marcos Malucelli e o presidente gremista Duda Kroeff. Nesta segunda-feira, o diretor de futebol do Atlético, Ocimar Bolicenho, viaja para Porto Alegre para a assinatura do contrato e pagamento ao clube gaúcho. A expectativa é de que já no fim da tarde de segunda Alex desembarque em Curitiba para se apresentar ao Furacão.

Alexander Pereira Cardoso ou simplesmente Alex Mineiro. Um dos maiores ídolos da história do Atlético está de volta! Após a novela envolvendo sua contratação, que teve algumas reviravoltas, quase culminando em um final infeliz para a torcida, o avante está de volta ao clube no qual teve projeção em 2001, quando formou com Kléber uma das duplas mais letais do Futebol Brasileiro.

Esta será a quarta passagem do atacante pelo Furacão. Em 2001, Alex Mineiro foi um dos principais responsáveis pelo título nacional. Juntamente com Kléber, Alex marcou 17 gols no Brasileiro, porém destaca-se o fato de oito deles terem sido nas quatro partidas decisivas da competição. Foram três gols contra o Fluminense, um contra o São Paulo, três contra o São Caetano na primeira partida, na Arena, e o inesquecível gol do título, no segundo jogo da final, em São Caetano do Sul. Em sua primeira passagem pelo Furacão, em 2001 e 2002, o atacante anotou 38 gols em 92 partidas.

Em 2003 ele retornou ao Furacão após uma temporada no futebol mexicano e ajudou o clube a se manter na elite do futebol nacional naquela temporada. Em 2007 mais uma vez Alex voltou a vestir a camisa rubro-negra. Naquela oportunidade, amargou três meses longe dos gramados, se recuperando de múltiplas lesões na face, após sofrer um chute no rosto, desferido pelo meio-campista Tcheco, do Grêmio. Naquele ano, foram nove gols em 19 partidas pelo Campeonato Brasileiro.



Últimas Notícias