30 jul 2009 - 23h26

Malucelli afirma que Atlético não vai cair

A péssima campanha do Atlético no Campeonato Brasileiro 2009 preocupa os torcedores e provoca algumas mudanças internas no clube. Desde que a competição começou o Atlético já demitiu dois técnicos: Geninho e Waldemar Lemos. Agora, à procura de um novo comandante para a equipe, o presidente Marcos Malucelli pede paciência à torcida e afirma que o clube não será rebaixado para a segunda divisão. “Por favor, tenham paciência, haveremos de melhorar, como melhoramos no ano passado. Teremos vida nova. Não vamos cair”, disse, em entrevista nesta quinta-feira à Rádio Transamérica.

O presidente ressaltou que o clube vem fazendo investimento em chuteiras, uma das promessas de sua campanha. No entanto, disse que foi feito um grande esforço para manter e renovar com as jovens revelações do time de Juniores, vice-campeão da Copa São Paulo no início deste ano. “O Atlético no futebol continua capegando. E isso é o coração do clube, é o que vale, é o que justifica a aceitação do trabalho da diretoria. O que vale é o futebol, os três pontos no dia do jogo. Não estamos bem no futebol, sabíamos isso desde o início. Mas enfrentamos uma série de dificuldades financeiras para montar o time que gostaríamos de montar. Tivemos de direcionar nossos esforços para segurar os garotos das categorias de base. Daquele grupo, mantivemos 15 jogadores com contratos novos de cinco anos”, afirmou.

Malucelli também comentou sobre o possível “racha” no elenco, possibilidade ventilada pela imprensa e pela torcida. O presidente garantiu que vai se reunir com todo o elenco e inclusive falará com alguns atletas em separado, exigindo de todos comprometimento e amor à camisa atleticana. “Vamos ter sim uma reunião com eles, tão logo tenhamos um novo treinador. Com todo o elenco e com alguns em separado, mas há necessidade que haja um comprometimento de todos maior com o Atlético”, disse. No entanto, ele minimizou o desentendimento público ocorrido em campo no jogo contra o Goiás entre os jogadores Rhodolfo e Patrick. “Esse desentendimento que houve ontem é lamentável, mas é corriqueiro no futebol. O importante é que isso não seja levado para depois, para o vestiário e me parece que isso não vai acontecer”, avaliou.

O presidente atleticano aproveitou para ressaltar que todos os atletas e funcionários do clube estão recebendo seus salários em dia, não havendo nenhum tipo de pendência financeira do Atlético com seu quadro atual de colaboradores e jogadores.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…