1 ago 2009 - 18h33

Em 2007, Lopes também assumiu após derrota para o Goiás

A quarta passagem de Antonio Lopes pelo Atlético tem algumas coincidências com o período que o clube passava em 2007. Além de assumir o comando depois de uma derrota por 3 a 0 contra o Goiás (mesmo placar que derrubou o técnico Waldemar Lemos), o Rubro-Negro passava por sérias dificuldades com o ‘astral’ dos jogadores.

“A tristeza era muito grande, o aspecto emocional do grupo estava bastante abalado e comecei a trabalhar após uma derrota de 3×0 para a equipe do Goiás e existia também o trauma da Arena da Baixada, pois a equipe sofrera derrotas e eliminações marcantes em nosso reduto”, afirmou Lopes numa carta de despedida.

“Um fato a se lamentar é o trauma da Arena da Baixada. Em minha primeira passagem, me lembro que perdi dois jogos em casa, um para o Guarani e um para o Internacional. Em minha segunda passagem, ganhamos 10 jogos e empatamos 2, sem qualquer derrota. E nesta terceira passagem, apesar de termos tido muitos empates, sob o meu comando, não tivemos nenhuma derrota pelo Campeonato Brasileiro. Estava em um processo de formação do grupo e é muito importante a compreensão e paciência. Jogadores como Ramon, Antonio Carlos, Alessandro, Edno, Marcelo, Claiton, Viáfara chegaram há pouco tempo no clube e ainda estão em fase de adaptação”. Dos jogadores citados por Lopes, apenas Antonio Carlos e Claiton tiveram mais oportunidades.



Últimas Notícias