1 ago 2009 - 18h27

Técnico tem fama de trabalhador e “linha dura”

O novo técnico do Atlético, Antonio Lopes, goza de fama de trabalhador incansável. Pelos clubes por onde passou, deixou boas e más impressões, amigos e desafetos, mas não deixou dúvidas quanto à sua capacidade de trabalho. Sua primeira experiência no futebol paranaense ocorreu em 1996, há mais de dez anos. Trabalhou no Paraná Clube e foi campeão estadual com o tricolor, que na época vivia um bom momento.

Logo nos primeiros meses, conquistou o respeito de profissionais ligados ao futebol justamente por sua dedicação. Por vezes, era o primeiro a chegar aos treinamento e o último sair. Contrariando a fama detida pelos treinadores cariocas, que normalmente não gostam de treinos muito fortes, Antonio Lopes é um adepto da filosofia “é treinando que se atinge a perfeição”.

Na sua primeira passagem pelo Atlético, em 2000, conquistou a amizade de Mario Celso Petraglia, o que foi um fator fundamental para que voltasse ao clube em ocasiões posteriores. Sexagenário, ainda demonstra disposição para trabalhar e participar ativamente dos treinos, calçando chuteiras, vestindo calção e camisa e participando de perto da preparação dos atletas. Além disso, Antonio Lopes é tido como um treinador linha dura, do tipo disciplinador e muito exigente. Muito dessa imagem decorre do fato de ele ter exercido a função de delegado da Polícia Civil antes de se dedicar totalmente ao futebol.

Matéria originalmente publicada em 11/06/2007



Últimas Notícias