2 ago 2009 - 19h53

“Atlético foi perfeito na parte tática”, diz Lopes

O técnico Antonio Lopes assistiu à vitória do Atlético sobre o Fluminense por 1 a 0 das arquibancadas do Estádio do Café, em Londrina, e gostou do que viu. Ele elogiou a postura do time que passará a comandar a partida da próxima semana.

“Eu acho que foi perfeito na parte tática, o Riva trabalhou muito bem. O Atlético venceu a partida no aspecto tático, conseguindo neutralizar peças importantes do Fluminense, como o Conca, que é o jogador que cria bastante. Ele foi completamente dominado, mercê de uma boa aplicação tática do valencia, que fez bem esse trabalho”, disse Lopes, elogiando o trabalho do preparador físico Riva de Carli.

“Outra peça importante que tinha sido planejada foi a anulação do Ruy, um jogador importante. Ele foi bem anulado pelo Márcio [Azevedo]. E o problema das bolas paradas, que é uma situação que o Fluminense tem muito boa, com o Conca batendo e tem bons cabeceadores. Também os contra-ataques do Fluminense, que é outra opção forte. O Atlético só saiu organizado para o ataque. Foi uma bela atuação do Atlético, principalmente no aspecto tático”, comentou o Delegado.

Vontade

O novo treinador também ficou satisfeito com a postura dos atletas. Ele acompanhou o ônibus da delegação no trajeto entre o hotel e o estádio e contou que o grupo estava com atitude positiva.

“Estamos sentindo que está todo mundo querendo. Vimos o ambiente do vestiário, antes de começar o jogo, o grupo todo querendo sair dessa situação e para isso teve de se aplicar como se aplicou bastante no jogo. É um momento ruim no campeonato, mas estamos sentindo o grupo com uma felicidade muito boa, batucando, cantando dentro do ônibus e conseguiram levar essa alegria para dentro do campo. O time estava muito solto, alegre dentro do campo”, emendou.

Atualizado

Apesar de estar desempregado há um ano, Lopes garantiu que está atualizado. No período em que ficou sem trabalhar, o treinador continuou a assistir jogos de futebol.

“Estou informado. Vi 200 jogos desse campeonato, no PPV na minha casa e jogos no Maracanã, que eu ia sempre ver. Assisti a jogos no PPV tanto da Série A, quanto da Série B. Isso é dever do profissional, principalmente quando não está trabalhando”, disse.

Afastados

Questionado sobre o aproveitamento de Alberto, Zé Antonio, Antonio Carlos, Rafael Moura e Netinho, afastados pela diretoria nesta semana, o novo técnico confirmou que não poderá contar com eles.

“Isso aí já tem uma decisão da diretoria. Hoje já conversei com o Ocimar, com o Enio. É uma decisão que a diretoria tomou, os rapazes estao treinando em separado e isso vai continuar porque é uma decisão da diretoria”, disse, sem alongar o assunto.



Últimas Notícias