5 ago 2009 - 22h34

Galatto revela que reunião do grupo foi fundamental

Assim como ocorreu na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado, uma reunião fechada dos jogadores tem papel decisivo na campanha do Atlético. O goleiro Galatto revelou nesta quarta-feira, após a vitória contra o Cruzeiro, que os atletas tomaram a iniciativa de conversar e estabelecer um pacto até o final do ano: vencer 11 jogos, e assim evitar o rebaixamento para a Série B. O resultado já foi visto nos dois últimos jogos, com duas vitórias e uma mudança de postura. “A gente traçou metas para buscar o objetivo. Para nós, é importante ter vitórias. A gente conversou, sabe das nossas condições. A gente provou contra o Fluminense, provamos contra o Cruzeiro, mas a caminhada é longa”, afirmou.

Galatto também revelou que o afastamento de cinco jogadores causou um impacto no elenco. “Claro que a gente não teve participação no afastamento do pessoal, mas o pessoal que ficou se reuniu e disse que se o resultado não aparecesse, ia sobrar para mais gente. A gente teve uma conversa muito seria, olho no olho e deu certo”, disse o goleiro.

Pelo segundo jogo consecutivo, Galatto não sofreu gols. Assim como havia ocorrido em Londrina, ele foi responsável por pelo menos uma defesa espetacular. Foi aos 13 minutos do segundo tempo, quando o jogo estava 1 a 0. Marquinhos Paraná chutou à queima roupa e Galatto fez uma linda defesa.

Galatto disse que Antonio Lopes chegou ao clube com uma ideia errada do grupo e isso deu brio aos jogadores. “Quando chega um treinador novo, ele não conhece a casa. Alguém passou uma informação para ele que não convém [sic] com o grupo, a gente mostrou pra ele uma união e mostramos para ele que não é real o que falaram. E isso contagiou o grupo”, finalizou.



Últimas Notícias

Notícias

Raio X: Penarol

Retrospecto, Nikão e bola na rede. Essas são as apostas do Furacão para garantir vaga na final da Sulamericana 2021. O Athletico é o único…