14 ago 2009 - 15h59

Movimento Atlético Mais Futebol defende Copa na Arena

O Movimento Atlético Mais Futebol, grupo formado no período eleitoral no final do ano passado, tem mantido reuniões periódicas com o intuito de auxiliar e discutir questões relacionadas à vida atleticana.

Em seu último comunicado, o Movimento Atlético Mais Futebol se coloca ao lado do clube na defesa de que o Joaquim Américo permaneça como sede oficial da cidade de Curitiba para os jogos da Copa do Mundo de 2014. Veja a íntegra do comunicado que circulou por e-mail:

Se os dirigentes do Clube Atlético Paranaense ainda não perceberam, a Copa do Mundo de 2014 pode ser a grande vitrine para levar o Furacão a ser conhecido pelos mais diferentes investidores do Mundo. Com esta certeza, os integrantes do Movimento Atlético Mais Futebol (MAMF) decidiram por unanimidade de votos em seu último encontro, do dia 11 de agosto, que as próximas ações estarão focadas na mobilização pela Copa do Mundo na Arena da Baixada.

O movimento adotará medidas urgentes para mobilização dos atleticanos tanto via Internet (por Orkut, grupo de emails, colunas em sites atleticanos), como em debates na mídia e mobilização de políticos no sentido de se evitar que o Atlético não cumpra o caderno de encargos da FIFA e deixe de apresentar o que parece ser simples: a viabilização completa do Projeto Arena até o dia 31 de dezembro.

“Temos que acordar os dirigentes para a importância dos jogos da Copa do Mundo na Arena. Não somente pelos jogos, mas pelos recursos financeiros que a cidade, o estado e o próprio Atlético movimentarão antes e depois da Copa do Mundo”, ponderou Luciana Pombo, ex-diretora de Comunicação, Marketing e Relações com a Imprensa do Clube Atlético Paranaense e uma das coordenadoras do MAMF.

O Movimento já montou um grupo de estudos encarregado de levantar todos os benefícios conquistados por cidades e clubes que sediaram jogos de competições internacionais nos últimos anos. Este material será transformado em textos nos próximos dias e distribuído à torcida atleticana. “Toda a parte de divulgação de dados será feita para que o torcedor não seja enganado”, disse o jornalista Toni Casagrande, que também foi dirigente do Atlético Paranaense e hoje é um dos coordenadores do MAMF.

“O objetivo é conscientizar e mobilizar a nação Rubro-Negra para se engajar na luta pela Copa do Mundo na Arena e também pela vinda de jogos da Copa das Confederações – realizada sempre um ano antes, como evento teste da competição máxima do futebol mundial”, complementou Luciana.

Aos interessados em participar, favor contatar através dos telefones (41) 3319.7740 / 9181.1497 (Luciana) / 9997.7740 (Toni)



Últimas Notícias

Notícias

O Fanático paraguaio

Em 2010 o Athletico contratava um meia atacante paraguaio com pouca rodagem dentro de seu país e um currículo um pouco estranho. Iván González se…

Opinião

Um basta ao racismo

A Furacao.com, em nome de todos os seus colaboradores, vem a público manifestar o seu repúdio aos atos racistas cometidos por alguns torcedores na Arena…