8 nov 2009 - 20h58

Atlético vence Goiás e fica mais longe do rebaixamento

O Atlético bateu o Goiás pelo placar de 2 a 0, gols de Marcinho e Wallyson, e voltou a vencer depois de três rodadas. Mesmo com a péssima arbitragem de Sálvio Spínola, o Furacão conseguiu os três pontos, chegando aos 43 na competição e vendo o fantasma do rebaixamento mais distante da Baixada. Na próxima rodada o Atlético viaja até o Rio de Janeiro para encarar o Fluminense.

Desesperados para reencontrar a vitória no Campeonato Brasileiro, Atlético e Goiás tiveram um início de jogo com poucas jogadas de perigo. Até os primeiros quinze minutos pouco produziram as equipes, quando a primeira jogada polêmica aconteceu. Rodrigo Tiuí entrou na área da equipe goiana e foi derrubado, sofrendo a carga pelas costas, mas Sálvio Spínola nada marcou. Dois minutos depois Marcinho arriscou da entrada da área, mas bateu no meio, para fácil defesa de Harley. Aos 19 foi a vez de Nei tentar de cabeça. O gol do Atlético estava amadurecendo e aconteceu aos 23 minutos, com Marcinho. Rodrigo Tiuí sofreu falta perto da meia-lua, mas a arbitragem nada marcou. Quando o Goiás tentava puxar o contra-ataque, o meio-de-campo atleticano recuperou a bola, sobrando com Paulo Baier. O capitão atleticano entrou pela esquerda, bateu cruzado e Marcinho chutou no contrapé, tirando Harley e Amaral da jogada. Após o gol atleticano o que se viu foi pouco futebol e jogadas violentas da equipe esmeraldina até o final do primeiro tempo. O Atlético teve mais duas oportunidades, ambas com Paulo Baier, aos 26 e 35 minutos.

Na segunda etapa o Goiás voltou com Fernando e Fernandão, e até que começou melhor. Entre 9 e 11 minutos o time goiano chegou três vezes na meta de Galatto, que efetuou duas boas intervenções, principalmente no cabeceio de Fernandão. Aos poucos o Furacão foi retomando o controle da partida. O zagueiro João Paulo cometeu falta em Wallyson e foi expulso aos 17 minutos, deixando o Goiás com dez jogadores. Aos 19 o Rubro-Negro teve boa chance de ampliar o placar, mas Marcinho acabou cruzando errado para Wallyson. No minuto seguinte Wesley foi derrubado na área, mas novamente Sálvio Spínola ignorou e mandou o jogo prosseguir, para o desespero dos presentes na Arena da Baixada. Aos 30 minutos veio o segundo gol atleticano. Após bela jogada, Wallyson encheu o pé e mandou no canto esquerdo de Harley. Depois do gol, o Atlético diminuiu o ritmo e administrou o placar até o final do jogo. A torcida ainda fez coro de olé, ao sentir que a vitória estava consolidada.

%ficha=740%



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…