4 mar 2010 - 14h36

Último Atletiba gerou perda de mando para os dois times

O último clássico Atletiba na Arena da Baixada ficou marcado pela perda de mando de campo para as duas equipes. Atlético e Coritiba foram condenados pelo mau comportamento de alguns torcedores e tiveram que jogar longe de seus estádios.

Durante o intervalo da partida, torcedores das duas equipes jogaram bombas nos rivais, sem qualquer intervenção da polícia que fazia a segurança do jogo. Na ocasião, o árbitro Wilson Luiz Seneme indicou o fato na súmula. No julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, as duas equipes perderam um mando de campo cada.

O Furacão foi até Londrina e conseguiu vencer o Fluminense por 1 a 0. O rival não teve a mesma sorte e, jogando em Cascavel, foi derrotado pelo Santos.

Morte no jogo de volta

Na partida de volta do mesmo campeonato, mais violência, desta vez, longe do estádio. O estudante de Direito João Henrique Mendes Xavier Vianna, de 21 anos, e outro torcedor atleticano foram atropelados na esquina das ruas Desembargador Westphalen e Engenheiros Rebouças, próximo à Arena, por um carro ocupado por cinco torcedores do Coritiba, que voltavam do Couto Pereira – os rubro-negros estavam na Baixada assistindo ao clássico em um telão. Vianna foi encaminhado na mesma noite ao Hospital do Trabalhador, mas não resistiu e morreu um dia depois.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…