23 set 2010 - 18h24

Carpegiani completa “um turno” no comando

O técnico Paulo César Carpegiani completou contra o Internacional 19 jogos sob o comando do Atlético no Brasileirão, número equivalente a um turno. E neste intervalo colocou o Furacão entre as melhores equipes do país: desde que o treinador assumiu, o Rubro-Negro é a terceira equipe que mais somou pontos no Campeonato Brasileiro.

Neste intervalo, o Atlético conquistou 33 pontos, com 10 vitórias, três empates e seis derrotas, resultando em aproveitamento de 58% dos pontos disputados. Somente Cruzeiro e Corinthians tem mais pontos, e Fluminense e Inter (com um jogo a menos) melhor aproveitamento. Nestes 19 jogos, o Furacão fez 22 gols e sofreu 20.

Trajetória

O início do trabalho de Carpegiani no Atlético foi difícil. Após vencer na estreia, contra o Botafogo, na Arena da Baixada, por 3 a 2, o time perdeu três partidas seguidas, para Vitória, Vasco e Cruzeiro. A reação aconteceu contra o Santos, na Baixada, e foi efetivada pela primeira vitória fora de casa, contra o Goiás, na 11ª rodada. Outra sequência ruim aconteceu, com derrotas para Fluminense e Palmeiras fora e um empate com o São Paulo, em casa.

Foi então que o Furacão conseguiu, enfim, disparar para a parte de cima da tabela. Nos cinco jogos seguintes, foram somados 13 pontos de 15 disputados, em vitórias contra Flamengo, Ceará, Avaí e Grêmio Prudente (as duas últimas fora), além de um empate com o Grêmio. Já nas últimas cinco partidas, o Rubro-Negro conseguiu três vitórias e um empate.

Assimilação

Segundo o zagueiro Rhodolfo, um dos destaques do time nesta ascensão, o tempo para entender o método de Carpegiani no comando da equipe foi fundamental. “No início o professor passava algumas instruções e alguns de nós torcíamos o nariz, achávamos difícil. Mas hoje cada jogador sabe sua função e nossa equipe cresceu”, destacou.

Já o comandante destacou a evolução tática da equipe: “Acredito que no próximo ano essa equipe vai dar grandes alegrias à torcida atleticana, mais ainda do que está dando atualmente, tenho certeza disso. O time vem de um crescimento, mas temos que ter paciência porque o grupo está se aprimorando e se entregando na parte tática”, comentou.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…