26 set 2010 - 18h26

Gols no final ajudam Furacão

Os acréscimos têm sido importantes para o Atlético alcançar bons resultados no Brasileirão. E o gol de Guerrón contra o Botafogo evidenciou a tendência do Furacão de não desistir até o apito final do árbitro.

Foi o oitavo do Atlético nos 15 minutos finais, período de jogo em que o Furacão mais fez gols. O bom preparo físico tem ajudado o Rubro-Negro a marcar na segunda etapa: ao todo, são 17 gols, contra 13 na primeira etapa.

Artilheiros

Dois jogadores, Maikon Leite e Bruno Mineiro, foram os que mais marcaram nos minutos finais da partida, com dois gols cada. Ivan González, Manoel, Wagner Diniz e Guerrón, hoje, também marcaram.

Os gols no final são tendência no Campeonato como um todo. Computando os dados até a última rodada, 138 foram marcados nos 15 minutos finais, seguidos por 118 marcados no final do primeiro tempo.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…