29 set 2010 - 22h00

Emocionado, Kléber foi saudado pela torcida

Mais uma vez o atacante Kléber Pereira foi ovacionado pela torcida atleticana na Arena da Baixada. Agora defendendo o Vitória, o Incendiário teve seu nome gritado diversas vezes pelos torcedores que acompanharam a partida entre os rubro-negros nesta quarta-feira, vencida pelo Furacão por 1 a 0.

Assim que pisou no gramado junto aos reservas do Vitória, o segundo maior artilheiro da história do Atlético foi ovacionado pelos torcedores e não escondeu a emoção. Sob os gritos de “Êra êra, o Kléber é da caveira”, o atacante entrou aos 17 minutos do segundo tempo no lugar de Junior, mas não finalizou nenhuma jogada a favor da equipe baiana.

Ao final da partida, Kléber agradeceu o carinho da torcida atleticana e mais uma vez confidenciou a vontade em terminar sua carreira no Atlético. “Quase voltei no começo e no meio do ano, faltaram detalhes. Só tenho que agradecer à torcida pela confiança e à diretoria por me querer aqui outra vez”, comentou o Incendiário, que pretende jogar por mais um ano. “Penso em jogar por mais um ano e três meses, então espero conversar com a diretoria do Atlético para realizar esse sonho. Vai chegar esse momento de encerrar minha carreira e, antes que me falem, eu tenho que saber o momento de parar, já falei com a minha família”.

Por fim, o atacante ainda lembrou de Alex Mineiro, com quem fez dupla na conquista do título brasileiro de 2001 e recentemente teve o contrato rescindido com o Furacão. “Para mim seria um fato muito marcante encerrar a minha carreira aqui, assim como o Alex, que é meu irmão. O que ele conseguiu fazer aqui ninguém consegue mas tem gente por aí que não reconheceu, mas futebol é assim mesmo. Voltar aqui na Baixada e ser reconhecido pela torcida, só tenho a agradecer”, finalizou.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…