2 out 2010 - 21h14

Carpegiani: “Hoje não era o nosso dia”

O técnico Paulo César Carpegiani disse, após o empate sem gols com o Cruzeiro, que este não era o dia do Furacão. Além disso, o treinador rubro-negro “puxou a orelha” do atacante Maikon Leite e falou que o jogo era a chance de o Atlético mostrar que está progredindo.

“Hoje não era o nosso dia. Houve uma supremacia do sistema defensivo sobre os atacantes. Em consequência disso, as oportunidades foram muito escassas. Foi um jogo bastante igual. Talvez o Cruzeiro tenha tido mais posse de bola, mas nós tivemos oportunidades mais claras”.

Depois, Carpegiani falou sobre o lance em que o atacante Maikon Leite pegou a bola na área após o lateral-esquerda Paulinho acertar o travessão do gol de Fábio. “Por incrível que pareça, está o Caçapa (zagueiro do Cruzeiro) no meio do gol, o Maikon bate e a bola vai na barriga do jogador. Um palmo para o lado e seria gol. Perdemos a grande chance de diminuir essa diferença”.

O técnico atleticano falou ainda que a partida serviu para confirmar o progresso do time na competição. “Hoje saímos dominando e saímos tocando. A equipe me agradou. Estamos tendo um progresso bom e hoje era um grande jogo contra um grande adversário. Era o momento de provarmos que estamos progredindo”.

O próximo adversário do Rubro-Negro no Campeonato Brasileiro é contra o Vasco, às 22h de quarta-feira, na Arena da Baixada.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…