8 out 2010 - 12h35

Jogadores visitam crianças do Erasto Gaertner

Levar alegria e um exemplo de vitória a crianças internadas na ala infantil do Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba, foi o objetivo principal da ação coordenada pelo Atlético Paranaense para animar o Dia das Crianças no hospital.

O clube doou brinquedos, uma camisa autografada pelos atletas do elenco profissional, além da doação pelos jogadores do time de um cheque de mil reais, que será convertido em outros brinquedos às crianças internadas. A ação contou ainda com a presença especial dos jogadores Branquinho e Maikon Leite, dois dos destaques do Atlético Paranaense no Campeonato Brasileiro, que animaram a tarde das crianças que realizam tratamento contra o câncer com a distribuição de brinquedos e momentos de descontração e alegria.

Segundo a Coordenadora Geral do Hospital, Claudiani Minari, o exemplo de vitórias e de superação, comuns na atividade esportiva, são um importante referencial para as crianças nos momentos de superação e luta contra o câncer. O Erasto Gaertner é referência no tratamento contra o câncer no Sul do país e atende na maioria dos casos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para os atletas, possibilitar momentos de alegria às crianças é a principal recompensa desse tipo de ação. “É muito lindo vermos o sorriso sincero de uma criança, ainda mais essas que são especiais por nos darem a cada minuto um exemplo de luta pela vida. O presente que é dado é muito mais que um brinquedo, é um gesto do coração. Quando a gente dá um sorrido a uma criança aqui na verdade estamos recebendo em troca e isso é um exemplo de vida”, comentou o jogador Maikon Leite.

O meia Branquinho relatou que esse tipo de ação permite que cada um dê mais valor à vida. “Essas crianças nos mostram que não se deve nunca desistir, é sempre preciso buscar forças para continuar lutando. A cada sorriso que recebemos temos a certeza que é uma vitória de todos nós”, afirmou.

Segundo o Diretor de Marketing do Atlético Paranaense, Paulo Verardi, a ação traz um exemplo enriquecedor aos atletas e às crianças da ala de pediatria do hospital que realizam tratamento contra o câncer. “A lição que fica é a superação. É um momento gratificante em que todos ganham. Tenho certeza que os atletas que aqui estiveram saíram engrandecidos enquanto homens e cidadãos. Com suas atitudes colaboraram, e muito, para propiciar momentos de alegria e felicidade para pacientes e familiares que buscam motivação a cada instante a fim de superarem obstáculos tão difíceis”, destacou.



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…