9 out 2010 - 20h58

Para Sérgio Soares, erro da arbitragem mudou o jogo

Atlético e Santos faziam um jogo equilibrado na Vila Belmiro, com boas chances de gols para ambos os lados. Aos 8 minutos do segundo tempo, o paraguaio Ivan González recebeu lançamento de Paulo Baier e partiu para cima do zagueiro. Foi derrubado na área, mas o árbitro Felipe Gomes da Silva não marcou pênalti.

Para o técnico do Atlético, Sérgio Soares, este erro mudou a história do jogo. Dez minutos depois, o Santos fez 1 a 0 e, logo em seguida, ampliou. “Foi um pênalti muito claro ele não deu e logo em seguida ele deu um pênalti para o Santos. Isso muda, lógico que muda”, afirmou Soares, na coletiva.

O treinador admitiu que houve uma falha de marcação no primeiro gol do Santos, mas defendeu os jogadores, afirmando que isso faz parte do futebol. “A hora que o Maranhão entrou houve uma desatenção na marcação. O atleta tem que estar atento para que não aconteça, mas às vezes isso acontece”, comentou o técnico.

Tempo para trabalhar

O novo técnico atleticano comemorou o fato de o próximo jogo ser somente daqui a uma semana. Desse modo, ele terá mais tempo para trabalhar e preparar a equipe. “Sem dúvida, ter tempo para trabalhar e colocar em prática o que você pensa é importante”, afirmou.

Soares lembrou que terá reforços para o jogo diante do Goiás, especialmente no setor ofensivo. Ele admitiu que a ausência de gols é algo que preocupa. “Fica uma pressão para que você possa fazer gol. Evidente que isso pode acontecer. Mas vamos trabalhar para que isso não aconteça porque teremos dois jogos em casa e precisamos vencer. Teremos a volta do Guerrón, do Maikon, o Bruno também deve voltar, vamos trabalhar para ter tranquilidade”, declarou o treinador.

Mesmo com a derrota para o Peixe, o técnico mostrou confiança na sua equipe. Perguntado sobre o favorito ao título brasileiro, não deixou de apontar o Atlético: “Tenho que apostar no meu time. Tem que apostar no Atlético. Tem mais times na briga, o caso do Cruzeiro, Santos, Corinthians. Esses clubes aí que vocês sabem que estão brigando, mas o Atlético também, com todas as dificuldades que nós temos, de jogos apertados, lesões”.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…