25 mar 2012 - 20h32

Furacão vence o Cianorte e se mantém vivo no turno

O Atlético venceu o Cianorte por 3 a 0, na Vila Capanema, em mais uma partida no Campeonato Paranaense 2012. Os gols do Furacão foram marcados por Guerrón (duas vezes) e Edigar Junio.

Com esse resultado, o Furacão se manteve na quarta colocação do segundo turno, ainda cinco pontos atrás do líder Londrina. Porém, diminuiu para dois pontos a diferença para Coritiba e Operário, que dividem a segunda colocação. Na classificação geral, que valerá para decidir a vantagem da final caso o Atlético não vença o turno, a diferença para o Coritiba agora é de apenas um ponto.

O primeiro tempo começou eletrizante e logo aos quatro minutos Guerrón completou para as redes o cruzamento de Edigar Junio. Antes disso, Deivid já tinha chegado em condições de marcar e, em seguida, Marcinho recebeu na área, mas bateu travado com os defensores do Cianorte. Por outro lado, o Leão do Vale teve uma chance clara, mas a bola cruzou toda a área de Vinicius e sobrou para Gabriel Marques sair jogando.

Aos 25 minutos, o zagueiro Gustavo escorregou e o atacante Henrique entrou na cara de Vinicius, mas o goleiro atleticano fez uma boa defesa, evitando o gol de empate do Cianorte.

O Furacão teve mais volume de jogou e continuou criando chances de gol. Aos 34, Guerrón perdeu dentro da pequena área a chance de ampliar ao chutar a bola por cima e quatro minutos depois, Edigar Junio chutou na trave, aproveitando o cruzamento da direita feito por Guerrón.

No último minuto do primeiro tempo, Marcinho puxou contra-ataque e sofreu falta de Amaral no meio campo. O meia do Cianorte era o último homem e acabou expulso, fechando assim a primeira etapa.

Mais um de Guerrón, outro de Edigar Junio, e a vitória selada

O Rubro-Negro voltou para o segundo tempo com uma alteração. Martín Ligüera entrou no lugar de Harrison.

Com um jogador a mais, o Furacão aproveitou a fragilidade do adversário e aos nove minutos, Paulo Baier fez um ótimo lançamento para Guerrón, o equatoriano driblou o lateral Elvis e bateu no canto esquerdo do goleiro Fabrício. A bola bateu no pé da trave e entrou.

Paulo Baier participou também do terceiro gol, tocando para Edigar Junio na entrada da área. O jovem atacante atleticano bateu rasteiro e ampliou o placar. Logo em seguida, Juan Carrasco substituiu o time mais duas vezes: Bruno Furlan entrou no lugar de Guerrón e Bruno Mineiro entrou no lugar de Edigar Junio.

Porém, Bruno Furlan não ficou nem 10 minutos em campo;. Aos 27, ele deixou o braço contra o zagueiro do Cianorte e o juiz expulsou o atacante do Furacão.

Aos 30, o Atlético teve a chance de ampliar com Marcinho de pênalti, mas o meia atleticano bateu fraco no canto direito do goleiro do Fabrício do Cianorte.

O Atlético jogou os 15 minutos finais tocando a bola e o jogo acabou mesmo 3 a 0. Agora o Rubro-Negro viaja até Toledo para enfrentar o Toledo na próxima quarta-feira.

%ficha=895%



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…