12 abr 2012 - 22h17

Time jogou sem volante de origem

O técnico Juan Carrasco escalou uma equipe extremamente ofensiva para a partida diante do Criciúma e o resultado pode ser conferido no placar do jogo: 5 a 1.

Com um meio de campo formado apenas por meias e sem nenhum volante de origem, o Furacão sofreu no início da partida e chegou a ver o Tigre abrir o placar logo a um minuto de jogo, após falha dupla de Manoel e Héracles. Mesmo com os três gols de Guerrón antes dos 20 minutos do primeiro tempo, o Atlético demonstrou dificuldades para encaixar a marcação, permitindo espaços aos jogadores do Criciúma, especialmente na meia cancha.

Zezinho, Paulo Baier e Ligüera formaram a trinca no meio de campo atleticano. Apesar de Zezinho já vir jogando como volante, vale lembrar que o jogador é meia de origem e no esquema de Carrasco virou um homem de marcação. Paulo Baier atuou mais recuado, como segundo volante e Ligüera foi o meia mais avançado, jogando com maior liberdade próximo ao trio de atacantes.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…