16 jun 2012 - 19h57

Torcida vaiou o time e cobrou diretoria em Paranaguá

Os pouco mais de três mil torcedores presentes no estádio Fernando Charbub Farah, o Caranguejão, vaiaram muito o time após o apito final do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães. A torcida protestou pela contratação de reforços

Ao final da partida, houve discussão entre o presidente do Conselho Deliberativo, Tataio Bettega, e alguns torcedores. Segundo o GloboEsporte.com, o dirigente foi agredido por um torcedor, que acabou sendo detido pela polícia.

Durante a entrevista coletiva, o técnico Ricardo Drubscky comentou sobre a manifestação da torcida durante o jogo: “Acho que a torcida foi muito tolerante hoje, a nossa equipe está mesmo pouco ofensiva, mas vamos melhorar com a chegada de alguns jogadores, mas ainda é muito pouco para quem precisa vencer”.

Já o goleiro Weverton acha que se o time começar uma nova caminhada com vitórias terá a torcida ao seu lado. “O torcedor pode cobrar da gente, mas a gente não pode cobrar deles, pois os resultados ainda não estão sendo os esperados, quando começarmos a vencer tenho certeza que a torcida vai jogar junto com a gente”, comentou o novo dono da camisa 1 do Furacão.

Para fechar este assunto, o técnico Ricardo Drubscky espera a união de todos em prol de um Atlético ainda mais forte: “Vamos jogar junto que todo mundo quer ver o Atlético na primeira divisão no final do ano”, finalizou Drubscky.



Últimas Notícias

Hugo Moura comemora golaço marcado na Arena

Brasileiro

Volte sempre, meu vice.

Na Arena da Baixada, Athletico 4 x 2 RB Bragantino. O Athletico entrou em campo com um time bastante modificado, poupando jogadores para o confronto…